Possível erupção

Vulcão Cumbre Vieja, em La Palma entra em fase amarela e apresenta risco de tsunami no Rio Grande do Sul

Nos últimos dias houve aumento dos abalos sísmicos e cientistas monitoram a situação
Por: Gil Martins/Acústica FM
Publicado em: 15/09/2021 às 15h04
Atualizado em: 15/09/2021 às 15h13
Vulcão Cumbre Vieja, em La Palma entra em fase amarela e apresenta risco de tsunami no Rio Grande do Sul No momento, as autoridades brasileiras não emitiram alertas de risco. Foto: Divulgação

Os últimos dias tem sido de alerta pelos cientistas, sobre um vulcão localizado no Atlântico, que vem apresentando um aumento da sua atividade sísmica. Autoridades elevaram o nível de alerta.

Agora foi emitido alerta de risco moderado de atividade vulcânica em Cumbre Vieja, em La Palma. Especialistas inclusive destacaram que nos últimos dias houve aumento dos abalos sísmicos.

Um forte enxame de terremotos começou no último sábado sob a área do vulcão La Cumbre Vieja, no sul da ilha de La Palma. A série sísmica continuou nesta segunda-feira, onde um total de 392 terremotos foram registrados. Nesta terça-feira (14), ocorreram mais de 100 tremores.

O Ministério da Administração Pública, Justiça e Segurança do Governo das Canárias convocou a Comissão Científica do Plano Especial de Protecção Civil e Atenção às Emergências de Risco Vulcânico (PEVOLCA) para avaliar a situação, concordando em ativar este Plano em uma situação de Alerta.

Até então, o vulcão vinha sendo monitorado e estava no nível verde, que representa situação de tranquilidade. Mas nos últimos dias a situação mudou e agora o nível subiu para amarelo e a população de áreas próximas foi orientada a ficar em alerta para possível mudança na situação.

Estudos mostram que uma erupção deste vulcão, pode desencadear um tsunami, que atingiria diversas cidades costeiras, localizadas próximas ao Oceano Atlântico, incluindo o Rio Grande do Sul. Um trabalho de pesquisa que aponta essa possibilidade foi publicado pela Universidade Federal do Paraná.

Há muito tempo os especialistas vêm monitorando este vulcão. No momento, as autoridades brasileiras não emitiram alertas de risco.