Brasil nas olimpíadas

Tóquio: Brasil vence Coreia do Sul e vai para final no vôlei feminino

Fernanda Garay foi a maior pontuadora do jogo, com 17 pontos
Por: Comitê Olímpico Brasileiro - Foto: Gaspar Nóbrega/COB
Publicado em: 06/08/2021 às 14h21
Atualizado em: 12/08/2021 às 16h14
Tóquio: Brasil vence Coreia do Sul e vai para final no vôlei feminino

A seleção feminina de vôlei está na final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em uma atuação segura, as brasileiras derrotaram a Coreia do Sul por 3 sets a 0 (25/16, 25/16 e 25/16), em 1h22min de partida, e agora encaram os Estados Unidos na decisão, marcada para domingo, 8, às 13h30 (1h30 no horário de Brasília). Fernanda Garay foi a maior pontuadora do jogo, com 17 pontos.

> Siga a Acústica no Google notícias tocando aqui

De quebra, a equipe do técnico José Roberto Guimarães garantiu ao Time Brasil um recorde na história dos Jogos Olímpicos: o maior número de medalhas conquistadas em uma única edição do evento. Serão ao menos 20, superando as 19 do Rio 2016. Isto porque, além das 16 que já foram contabilizadas no quadro de medalhas e da final do vôlei feminino, o país já está classificado para outras três decisões: futebol masculino (Brasil x Espanha) e boxe (Beatriz Ferreira e Hebert Conceição).

“Aquilo que vem à minha cabeça é a minha imagem sentado e o Felipe do meu lado e eu tentando explicar para ele que a gente tinha perdido, mas que a gente ia treinar para voltar a ganhar. E que elas haviam sido melhores naquele momento. Eu não imaginava que teríamos uma outra oportunidade como essa. Parece tão distante, é jogo a jogo, passe a passe, planejamento, joga aqui, joga lá, tantos atenuantes que acontecem. E quando você realiza essa proeza, é uma sensação inigualável, de um prazer, de uma satisfação de estar representando meu país. Imagino as pessoas falando no Brasil, comentando e torcendo pela seleção. Meu coração está em festa. Estou radiante”, disse o técnico José Roberto Guimarães, relembrando a cena que protagonizou com o neto após a eliminação nas quartas de final do Rio 2016.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Na partida desta sexta-feira, o Brasil começou com tudo e rapidamente abriu vantagem no marcador, fechando o primeiro set de forma confortável: 25/16. No segundo, o jogo ficou equilibrado até a metade da parcial, quando a seleção voltou a deslanchar: 25/16. Já no último set a história não foi diferente: após abrir 12/6, só restou às brasileiras administrar o placar: 25/16

Após festejarem a classificação, as jogadoras brasileiras saíram da quadra já pensando nos Estados Unidos, adversários na final.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu Telegram tocando aqui!

“A gente tem mostrado que está pronta para entrar na final e deu certo. Acredito que os Estados Unidos são o time a ser batido já faz um tempo. Temos alguns ajustes para fazer para jogar bem contra elas, mas é um time redondo com muitas peças de reposição”, disse Rosamaria.

“A gente sabe da força delas, com certeza vai estudar muito. Sabemos da importância de sacar bem porque elas têm um jogo muito rápido e de sermos obedientes na tática bloqueio/defesa. É importante obedecer taticamente e conseguir contra-atacar bem, ter paciência no jogo e manter a agressividade e a alegria dentro de quadra, jogando juntas. Sabemos que vai ser difícil, mas chegamos até aqui, vamos nos doar para conseguir a vitória”, completou Macris.

> Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Toque aqui e inscreva-se no nosso canal!

Com este resultado contra a Coreia do Sul, o Brasil assegurou a quinta medalha de sua história no vôlei feminino. Resta saber se será de ouro ou de prata. Antes, já havia conquistado o bronze nas edições de Atlanta 1996 e Sydney 2000, além dos títulos em Pequim 2008 e Londres 2012. E, assim como nas duas últimas finais, as norte-americanas serão as adversárias.