Futebol

Sindicato aciona a justiça contra atleta que agrediu árbitro no RS

Presidente da instituição detalhou ações em entrevista a Acústica FM
Por: Camila Mattos
Publicado em: 06/10/2021 às 16h26
Atualizado em: 06/10/2021 às 17h51
Sindicato aciona a justiça contra atleta que agrediu árbitro no RS Foto: FGFTV

 Na noite desta terça-feira (05) durante o programa Arquibancada Acústica, o Presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Rio Grande do Sul, Maicon Zuge, detalhou a agressão sofrida pelo juiz Rodrigo Crivellaro em partida entre Guarani de Venâncio Áires e São Paulo de Rio Grande. O jogador William Ribeiro, ex-atleta do clube riograndino, foi preso em flagrante no ato.

De acordo com Zuge, o advogado do sindicato ingressou nas três esferas jurídicas de forma criminal, com objetivo de dar o suporte legal à Crivellaro. São elas: STJD através dos fatos registrados em Súmula, Ministério Público e esfera Cívil, por danos morais e corporais. Ainda segundo Maicon, o departamento jurídico da associação já está trabalhando no caso. O presidente ainda afirmou que materiais já foram enviados aos órgãos responsáveis como forma de embasar a agressão e dessa forma garantir que todas as medidas cabíveis sejam tomadas.

Em relação a nota de retratação divulgada pelo Sport Club São Paulo de Rio Grande, Zuge afirmou que a associação pode ser responsabilizada pelo ocorrido, pois mesmo que tenha rescindido contrato com o jogador, no momento da agressão, William estava vestindo a camisa da instituição esportiva e possuía contrato com a direção do clube.

Mobilização e reação ao acontecido

Entre os colegas de arbitragem, o presidente destacou que todos os companheiros e amigos de profissão ficaram em choque e preocupados, já que de forma natural, acabaram se colocando no lugar de Rodrigo, o que causa consternação.

Ainda de acordo com Maicon, essas situações são inaceitáveis e tudo que estiver em alcance do Sindicato será feito para que atitudes como essa não voltem a se repetir.

De acordo com o entrevistado, Rodrigo está em casa ao lado da família e se recupera aos poucos das lesões, com desejos de que logo, possa voltar aos gramados para apitar jogos.

Confira a entrevista na íntegra abaixo: