Agro

Rio Grande do Sul amplia rede de estações meteorológicas

Projeto visa estabelecer uma relação de proximidade com o setor agropecuário do Rio Grande do Sul
Por: Gil Martins | Acústica FM
Publicado em: 27/06/2022 às 10h16
Atualizado em: 27/06/2022 às 10h34
Rio Grande do Sul amplia rede de estações meteorológicas Primeira estação meteorológica instalada em 2020, em Pinheiro Machado. Foto: Divulgação/Seapdr

Desde 2019 em atividade, o Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) está ampliando a rede de estações automáticas para o monitoramento agroclimático e desenvolvimento de produtos específicos para o setor agropecuário do Rio Grande do Sul. Até o final de 2023, a rede própria do Estado contará com 100 pontos de coleta de dados agroclimáticos.

- Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp de graça tocando aqui!

“Isso vai trazer um monitoramento bem robusto para o Rio Grande do Sul”, garante o meteorologista da Seapdr, Flavio Varone. 

Segundo ele, todas as estações são instaladas em áreas produtoras, diretamente no campo, para efetivar o monitoramento direto nas propriedades rurais e assim estabelecer as condições climáticas que estão predominando no momento e definir as necessidades ambientais que as culturas precisam para reestabelecer seu desenvolvimento normal.

Siga a Acústica no Google notícias e receba nossas informações de graça tocando aqui 

“A ideia é gerar produtos específicos para o setor agropecuário, baseados nessas informações. Vamos gerar índices para doenças que afetam as principais culturas como uva, soja, oliveira, entre outras”, explica Varone. 

O projeto Simagro visa estabelecer uma relação de proximidade com o setor agropecuário do Rio Grande do Sul, onde a Seapdr fornece a estação, e o produtor entra com uma estrutura para fixação do equipamento e internet para envio dos dados coletados. O produtor/parceiro acessa os dados da sua propriedade num aplicativo gratuito, e as informações de todas as estações são disponibilizadas no site simagro.rs.gov.br.

No futuro, Varone projeta uma malha mais densa, com uma estação instalada a cada 50 quilômetros dentro do território gaúcho.

Texto: Darlene Silveira | Seapdr