Search
Camaquã
24°C
Camaquã
25°C
Preocupação

Relatório da ALRS aponta fechamento de 227 escolas públicas nos últimos dez anos no Rio Grande do Sul

O documento mostra que entre 2006 e 2022, o RS perdeu 42.854 professores concursados na rede pública gaúcha, uma redução de 47,6%
Foto Marcelo Oliveira ALRS
Foto Marcelo Oliveira ALRS

Um relatório apresentado nesta terça-feira pelo Observatório da Educação da Assembleia Legislativa, durante evento no parlamento gaúcho, aponta o fechamento de 227 escolas públicas nos últimos 11 anos no Rio Grande do Sul, Desse total, 146 são Escolas do Campo. 

O documento mostra ainda que entre 2006 e 2022, o RS perdeu 42.854 professores concursados na rede pública gaúcha, ou seja, uma redução de 47,6%. Em 2023, são 25.499 contratados emergencialmente chegando a 45,7% no Magistério e 56,2% dos Servidores de Escola. Esses contratos junto com a terceirização superam os do quadro em 8.691 profissionais.

Segundo a presidente da Comissão de Educação, a deputada Sofia Cavedon, o  reflexo aparece nos resultados do Ideb. Em 10 anos, de 2011 a 2021, o RS nunca atingiu a meta nacional e o Estado está em 7° lugar. 

Outro ponto destacado pela presidente da Comissão foi a situação da Educação de Jovens e Adultos (EJA) que em 2019 totalizaram 71.703 matrículas. Em 2021, o número de matrículas baixou para 31.552, ou seja, menos 56% (40 mil matrículas). Com relação ao nível de escolaridade da população, o ensino fundamental incompleto, que concentra a maior parte da população, ficou em 34,3%. 

Sobre as obras em escolas; das 334 escolas monitoradas pela Comissão de Educação, com 940 demandas, 89,5% não tiveram o trabalho iniciado em 2023. Apenas 5,1% foram concluídas e 5,4% foram iniciadas (51 foram iniciadas, 841 não iniciadas e 48 demandas concluídas).