Search
Camaquã
25°C
Camaquã
25°C
Agro

Prorrogadas as inscrições para Encontro Nacional de Hortaliças em São Lourenço do Sul

HortPanc ganha novas perspectivas de aprendizado
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

O prazo de inscrições com valores reduzidos para o 7º Encontro Nacional de Hortaliças Não Convencionais (HortPanc), que acontece de 23 a 25 de abril de 2024 em São Lourenço do Sul (RS), foi estendido até o dia nove de fevereiro. Com relação à submissão de trabalhos que serão apresentados, o prazo vai até 29 de fevereiro. Saber mais em https://hortpanc.com.br/.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

A cada edição, o HortPanc ganha novas perspectivas de aprendizado com base nas experiências que vêm sendo vivenciadas pelos setores envolvidos na produção desses alimentos que, pouco a pouco, conquistam mais espaços no campo e na dieta dos brasileiros. Nesse aspecto, o município gaúcho é um bom exemplo, tendo em vista o movimento coordenado pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), com destaque para o projeto Pancpop, envolvendo ações relacionadas ao reconhecimento do valor nutricional dessas plantas.

De acordo com o pesquisador Nuno Madeira, que coordena os trabalhos   com as Panc na Embrapa Hortaliças, o movimento Pancpop e o Pancultura são iniciativas que partem do âmbito da Universidade, congregando representantes da sociedade civil.

“Esses movimentos dialogam e atuam na promoção das Panc, com ações junto a produtores, estudantes, restaurantes e consumidores, em especial na feira municipal, que funciona como espaço didático e de vivência em torno dessas plantas, interiorizando o diálogo em torno da popularização das Panc, normalmente mais pujante nos grandes centros urbanos”, explica Madeira.

Segundo a professora Jaqueline Durigon, que coordena o projeto Pancpop/Pancultura, a realização do HortPanc em São Lourenço do Sul é resultado do engajamento da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) – por meio do projeto – na promoção da sociobiodiversidade alimentícia, com foco nas Panc no manejo agroecológico.

Nesse contexto, a professora destaca o papel do evento no fortalecimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela Furg no âmbito das questões agrárias e ambientais”, observa Durigon, para quem “a construção conjunta do HortPanc propiciou a oportunidade para a implementação de uma área experimental de cultivo de Panc, com cerca de 70 espécies, e que será visitada no Dia de Campo que acontece durante o evento”.

Com relação ao movimento, uma descrição completa do Pancpop/Pancultura, assim como o trabalho desenvolvido pelos seus coordenadores, pode ser acessada neste link.

Regionalismo

Promovido em diferentes regiões do País, “ligando quem produz a quem prepara”, o evento tem como proposta reunir profissionais ligados ao tema em nível nacional, sem ignorar as peculiaridades culturais em nível regional/estadual em relação também aos hábitos alimentares. Para exemplificar, Madeira aponta espécies tradicionais no Sudeste, como inhame, mandioquinha-salsa, taioba, bertalha, ora-pro-nóbis; no Nordeste, buriti, licuri, cuxá; no Sul são apreciados pinhão, erva-mate, butiá, araçá, goiaba-serrana, azedinha, radiche, almeirões, gila, etc.

Anelise Macedo (MTB 2749 DF).

Fonte: Embrapa

Tags: Agro, Região, São Lourenço do Sul