Search
Camaquã
17°C
Camaquã
17°C
Pedágios

Pedágios da Ecosul devem sofrer reajuste; tarifa pode atingir cerca de R$ 20

Deputado Marcus Vinícius destaca elabora documento para solicitar ação do Ministério Público
Foto: Divulgação/Ascom Daniel Trzeciak
Foto: Divulgação/Ascom Daniel Trzeciak

O deputado estadual Marcus Vinícius de Almeida concedeu entrevista para o Programa Primeira Hora na manhã desta quinta-feira (21). Em pauta, o parlamentar falou sobre o possível reajuste dos valores de pedágios da concessionária Ecosul na BR-116.

A empresa responsável pelos trechos BR-116/RS e BR-392/RS, que já é considerada a mais cara do Rio Grande do Sul, custando R$ 15,20, pode ter um reajuste acumulado e chegar a quase R$ 20. O reajuste dos valores nas praças de pedágio necessita de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O último reajuste aconteceu em novembro de 2022.

O deputado detalha que está sendo elaborado um documento para ser entregue ao Ministério Público Federal, solicitando uma análise deste caso. Ele enfatiza neste final escutará as reivindicações dos caminhoneiros da região sul

Após uma audiência pública realizada último dia 07 em Pelotas, com parlamentares, empresários e líderes regionais a concessionária enviou ao Ministério dos Transportes, a publicação da portaria 848/2023, um projeto para renegociar o prazo de concessão por mais quinze anos, até 2041. O Ministério pode propor um prazo menor.

O projeto inclui a redução da tarifa já para 2024 e novas obras na BR-392 e na ponte sobre o Canal São Gonçalo, entre Pelotas e Rio Grande. Se Ministério aceitar a proposta o valor da tarifa poderia ser de R$ 11.

Confira a entrevista com deputado na íntegra.

Tags: pedagios, Zona Sul