Condenação

Pastor e presbítero são condenados a pagar R$ 40 mil após filmar e divulgar momentos íntimos de mulher

Os dois invadiram a casa dela para filmar cenas íntimas da vítima
Por: Gil Martins
Publicado em: 01/04/2022 às 12h00
Atualizado em: 01/04/2022 às 14h59
Pastor e presbítero são condenados a pagar R$ 40 mil após filmar e divulgar momentos íntimos de mulher Foto: Ilustração/Pixabay

Após ter sido filmada em momentos íntimos e ter estas imagens amplamente compartilhadas em redes sociais, uma mulher de São Paulo acionou a justiça pedindo indenização por danos morais. Isso fez com que um pastor e um presbítero fossem condenados a pagar R$ 40 mil de indenização a ela.

- Siga a Acústica no Google notícias tocando aqui

Ela alega que eles a seguiram, invadiram a casa em que ela estava com o companheiro e gravaram a cena íntima. Depois, espalharam as imagens pela internet, alegando que ela estava traindo o homem com quem estava casada na época.

“Eventual traição ao ex-cônjuge da requerente figura como aspecto que somente dizia respeito aos emocionalmente envolvidos e jamais legitimam a sua exposição”, disse o desembargador Álvaro Passos em sua sentença.

- Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Como intuito de preservar a identificação da vítima, o Tribunal não divulgou os nomes dos réus e nem da igreja. A determinação foi emitida pela 1ª Vara de Pompeia e mantida pela 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo.