10/06/2021 19h43 - Atualizado em 10/06/2021 19h43

Novo auxílio emergencial para o segundo semestre de 2021? Saiba mais

O governo está atualmente se preparando para pagar um novo auxílio emergencial
Por: Daniel Larusso / Acústica FM - Foto: Agência Brasil
Novo auxílio emergencial para o segundo semestre de 2021? Saiba mais

O governo está atualmente se preparando para pagar um novo auxílio emergencial. O benefício está previsto para chegar no segundo semestre de 2021.

Segundo o governo, há uma preocupação com o futuro das pessoas no período que sucede os pagamentos do novo Auxílio Emergencial. Conforme o ministro da Economia, Paulo Guedes, não dá para continuar pagando esse benefício por muito tempo. Por isso, a equipe quer apresentar programas para tapar esse “buraco” que o benefício deve deixar.

Mas a primeira ideia é manter o auxílio. O Congresso Nacional está trabalhando para garantir que o governo continue a aderir a esse plano nos próximos seis meses. Os parlamentares querem revelar os detalhes do projeto de lei até pelo menos novembro do ano que vem.

Outra ideia que está muito difundida no Ministério da Cidadania é a reforma do Bolsa Família. Segundo o ministro João Roma, o objetivo foi garantir a concretização do programa, introduzindo mais pessoas que vieram diretamente da ajuda de emergência

A equipe econômica cogita criar um Programa de Inclusão Participativa (BIP). Nesse projeto, os jovens que não estudam nem trabalham acabariam ganhando uma espécie de auxílio para participar de programas de treinamentos para jovens empregados em grandes empresas.

Auxílios para 2021: como será o segundo semestre dos benefícios?

É importante ressaltar que nenhuma dessas propostas confirmada formalmente pelo governo federal. Portanto, ainda é impossível saber datas de pagamentos.

Alguns membros do Palácio do Planalto, apesar de não estar nada confirmado, afirmam que algumas das propostas já estão certas. Por exemplo, alguns dizem que novas regras para o Bolsa Família estão realmente começando a funcionar.

A aposta do programa se intensificou depois que o próprio presidente Jair Bolsonaro falou sobre ele. Mas, o presidente comentou sobre os pagamentos do Renda Brasil no ano passado. E logo depois ele mesmo disse que não iria mais fazer os pagamentos para esse programa. Assim, a regra de ordem neste momento é mesmo aguardar.

Deixar um comentário