30/04/2021 08h41 - Atualizado em 30/04/2021 08h41

Servidores da educação de Porto Alegre decidem pelo estado de greve

A categoria pede “vacinação e total segurança sanitária nas instituições” para retorno das aulas presenciais
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Reprodução
Servidores da educação de Porto Alegre decidem pelo estado de greve

Servidores da educação do Simpa (Sindicato dos Municipários de Porto Alegre) entraram em estado de greve em Porto Alegre. Decisão foi tomada na noite dessa quinta-feira (29), durante assembleia virtual com mais de 500 participantes.

O estado de greve ocorre após um longo debate sobre o retorno das aulas presenciais, agora viável devido a mudança de bandeiras no modelo de distanciamento controlado. Na avaliação do sindicato, diante dos altos índices de contaminação por covid-19, mortes e ocupação de leitos UTI, fica inviável o retorno das atividades presenciais.

A categoria pede “vacinação e total segurança sanitária nas instituições”. A assessoria jurídica do sindicato protocolou petição no Tribunal de Justiça, visando manter as suspensões das aulas presenciais na capital.

Uma nova assembleia será realizada na segunda-feira (03).

Deixar um comentário