29/04/2021 20h24 - Atualizado em 30/04/2021 09h09

Audiência Pública debate prorrogação de concessão da Ecosul

A reunião virtual ocorreu na noite desta quinta-feira (29)
Por: Camila Mattos/Acústica FM - Foto: Arquivo/Acústica FM
Audiência Pública debate prorrogação de concessão da Ecosul

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul realizou uma Audiência Pública virtual na noite desta quinta-feira (29), para apontar e debater a prorrogação da concessão da BR-116 e BR-392 pela Ecosul. A iniciativa foi proposta pelo deputado estadual Marcus Vinícius de Almeida, do Progressistas. 

Participaram do encontro virtual, representantes do Ministério da Infraestrutura, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Porto de Rio Grande e da Ecosul, além de deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, entidades representativas de municípios da metade sul do Estado, transportadores e caminhoneiros.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

O debate começou com a fala do requerente da Audiência, deputado estadual Marcus Vinícius de Almeida (Progressistas), agradecendo a presença de todos e pedindo esclarecimentos pelo representante da Ecosul, sobre a proposta apresentada.

Logo após, Fabiano Martins Medeiros, compartilhou com todos, informações da proposição sugerida pela concessionária.

Dentre os detalhes da mesma, estão:

- Redução da tarifa de pedágio em 40%;

- Solução de Gargalos Logísticos;

- Cronograma Acelerado de Obras;

- Ampliação e Modernização de Serviços e Segurança.

O representante da Ecosul, ainda destacou que as cinco praças tarifárias da concessão atual, não são as mais caras do país e salientou que a agilidade nas obras de conclusão da duplicação da BR-116 e da BR-290, bem como outras obras ainda não iniciadas, estão dentro do cronograma de prorrogação, como por exemplo, a recuperação da ponte sobre o Canal São Gonçalo, entre Pelotas e Rio Grande, na BR-392.

Segundo ele, os serviços podem auxiliar em um rápido retorno da economia e ainda afirmou que os investimentos, trariam mais movimento ao Porto de Rio Grande, um dos pontos importantes do debate.

O Deputado Federal Afonso Hamm, Presidente da Frente Parlamentar Nacional de Conclusão da Duplicação da BR-116, afirmou que a proposta apresentada pela empresa, pode começar a ser ouvida a partir do momento que a instituição fizer uma redução tarifária justa e imediata, sem o acréscimo de novas praças de arrecadação.

Falaram também o vereador de Camaquã Vítor Azambuja, que relembrou uma antiga prorrogação de concessão da empresa e reafirmou o pedido de conclusão das obras, redução tarifária, nova licitação do trecho que compreende o município e concluiu salientando que a apresentação da empresa é inviável e injusta.

O vereador Ilson Meireles garantiu que o Governo Federal está investindo na duplicação da BR-116 para que a população tenha mais segurança, e que novas praças de pedágio são inaceitáveis.

A ex-prefeita do Cristal, Fábia Richter, solicitou à comissão, um encaminhamento de urgência para a criação de uma estrutura para acolher melhor os caminhoneiros que trafegam pelos trechos de responsabilidade da empresa. Ela cobrou condições para banho, cuidados com a saúde, repouso adequado, além de segurança e dignidade para os motoristas.

A Presidente da ACIC Camaquã, Kátia Szczepaniak, também salientou não ser viável novas praças de arrecadação na BR-116.

Já o Deputado Marcus Vinícius, externou que o propósito da Audiência, é levar conhecimento a todos do que está sendo abordado pela concessionária e completou sua fala assegurando que o assunto tratado é de grande preocupação para a economia da região.

Deixar um comentário