09/04/2021 17h44 - Atualizado em 09/04/2021 17h45

Vacinação: Covid x Influenza - saiba o que recomenda o Centro Estadual de Vigilância em Saúde

A imunização contra a gripe começa na segunda-feira (12) em Camaquã
Por: Camila Mattos/Acústica FM - Foto: Divulgação
Vacinação: Covid x Influenza - saiba o que recomenda o Centro Estadual de Vigilância em Saúde

É recomendado tomar as duas vacinas juntas? E quem tomou a vacina contra o coronavírus, já está imunizado contra a gripe?

Para o primeiro questionamento, a resposta é: não. Não é indicado que as vacinas, tanto contra a gripe quanto contra COVID-19, sejam tomadas ao mesmo tempo ou em intervalos curtos de tempo.

De acordo com a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Maria Schilling Ranieri, a recomendação pode variar de vacina para vacina, conforme apontado pelo especialista. Se a vacina tomada contra a COVID-19 tiver sido a Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, a melhor indicação é mesmo aguardar os 14 dias após o término do esquema de vacinação. Ou seja, após a aplicação das duas doses.

Já se a imunização for com a Astrazeneca, de Oxford, como o esquema vacinal segue a orientação de duas doses contra COVID-19 com intervalo de três meses entre as doses, há uma outra opção. Por se tratar de um intervalo maior entre as doses, o paciente poderá receber a vacina de gripe tetravalente ou trivalente num intervalo de 14 dias após ter recebido a primeira dose da vacina contra Covid e então aguardar o intervalo mínimo de 14 dias para receber a segunda dose da mesma vacina.

A mesma resposta é válida para a dúvida acerca da imunização de ambas as doenças por apenas uma das vacinas. Isso não é verdade. Cada imunizante previne apenas uma infecção e acometimento do organismo. Portanto, é preciso participar de ambas as campanhas de vacinação.

Para saber o cronograma da vacinação contra a gripe em Camaquã, clique aqui.

Deixar um comentário