09/04/2021 16h20 - Atualizado em 09/04/2021 16h22

Dermatologista alerta sobre riscos do bronzeamento artificial e câncer de pele

Especialista também falou sobre quedas de cabelo e como evitá-las
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Diego Costa / Acústica FM
Dermatologista alerta sobre riscos do bronzeamento artificial e câncer de pele

A dermatologista Beatris Ribeiro Barbosa participou do programa Primeira Hora na manhã desta sexta-feira (09). A especialista falou sobre câncer de pele os perigos do bronzeamento artificial e quedas de cabelo.

O câncer da pele é responsável por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra cerca de 185 mil novos casos por ano. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem um alto número de diagnósticos, mas baixa letalidade.

Beatris alertou que a pela tem uma espécie de “memória”.

“As queimaduras e as lesões solares da infância causam dando na idade adulta, e a pele da gente tem memória. Hoje tu pode dizer que não toma sol há 20 anos, mas o alteração no teu DNA é para sempre”, disse.

Leia mais: Osteoporose? Especialista explica relação entre sedentarismo e a doença silenciosa 

Leia mais: Especialista explica papel da nutrição no combate ao câncer infantil

A especialista falou sobre os riscos do bronzeamento artificial, que apesar de proibido, ainda é muito comum no Brasil.

“Ele é altamente cancerígeno, aumenta o risco de câncer de pele em 75%, tanto o melanoma quanto o não melanoma, e a gente sabe que seguem fazendo”, alertou.

Ela também falou sobre quedas de cabelo, que atinge tantos brasileiros. O problema pode ser ocasionado por uma série de fatores, sendo o estresse como principal.

Assista a entrevista na íntegra:

Deixar um comentário