08/04/2021 15h39 - Atualizado em 08/04/2021 15h56

Advogado aborda detalhes sobre investigação da conduta de médica camaquense

Flávio Barros Lia Pires participou de entrevista na emissora nesta manhã (08)
Por: Valesca Luz / Acústica FM - Foto: Acústica FM
Advogado aborda detalhes sobre investigação da conduta de médica camaquense

O advogado Flávio Barros Lia Pires que realiza a defesa da dr. Eliane Scherer participou do programa Primeira Hora na manhã desta quinta-feira (08). Na entrevista, o profissional trouxe informações sobre o inquérito instaurado para apurar a conduta da médica, envolvida com tratamento alternativo contra a covid-19, no Hospital Nossa Senhora Aparecida de Camaquã.

A Polícia Civil e o Ministério Público abriram investigações para buscar informações da situação após veiculação de três óbitos no mês de março. Na época a instituição hospitalar de Camaquã, emitiu uma nota de esclarecimento apontando que “os indícios sugerem que (o tratamento) está contribuindo para a piora, porque todos os casos de óbito apresentaram reações adversas após o procedimento”.

Conforme Barros, o profissional de saúde precisa ter autonomia de decisões: “o médico precisa ter liberdade em estabelecer um tratamento que ele entenda eficaz, para evitar a morte”, declara. Barros afirmou que a intimação não tem relação com os óbitos e que não pode se manifestar sobre o caso neste momento. Ele aponta a situação como "questões que são difundidas, atropeladas, manipuladas dentro do contexto político e na saúde estabelecido no país". Durante a fala apontou que o caso pode provocar análises após a apuração do resultado do inquérito: “Futuramente dependendo da apuração do resultado, vai se analisar a reponsabilidade de juízo de valor do fato a médica”, afirma.

A médica foi demitida em 10 de março, após um desentendimento com membro da equipe que não quis administrar a solução prescrita por Eliane Scherer à Dalvi Freitas, que resultou na própria médica diluir e aplicar a nebulização no paciente. A demissão chegou a conhecimento do presidente Jair Bolsonaro, que concedeu entrevista exclusiva à Rádio Acústica FM um dia após a emissora tornar público o caso envolvendo o vereador e a demissão da médica.

Confira a entrevista na íntegra:

Deixar um comentário