07/04/2021 15h39 - Atualizado em 07/04/2021 15h39

Família de caminhoneiro realiza "vaquinha" para translado do corpo para Camaquã

Campanha visa possibilitar o translado do corpo de Geovane Luis Pitana, que faleceu vítima de um infarto
Por: Gil Martins/Acústica FM - Foto: Divulgação
Família de caminhoneiro realiza "vaquinha" para translado do corpo para Camaquã

Os altos custos para a realização do translado do corpo de um caminhoneiro camaquense que morreu no estado de Tocantins, fez com que amigos e familiares realizassem campanha para custear o deslocamento. Geovane Luis Pitana, teve um infarto nesta terça-feira (06) e acabou não resistindo.

> Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui

Para trazer o corpo para a cidade de Camaquã, amigos e familiares promoveram uma campanha para angariar recursos suficientes para pagar as despesas. “Infelizmente os custos pra trazer ele são muito altos e fugiram do que podíamos pagar”, disse um familiar através das redes sociais.

Geovane trabalhava como caminhoneiro e foi ao estado da região central do país à trabalho. A reportagem da Acústica apurou que ele já possuía problemas cardíacos.

A família se deslocou nesta terça-feira (06) até aquele estado, para providenciar os trâmites necessários para que haja a remoção do corpo para Camaquã, onde deverá ser sepultado. O velório está previsto para ocorrer nesta quinta-feira (08), na Funerária Jardim.

A família divulgou um número de PIX, para que as pessoas possam participar da campanha e doar qualquer valor, que será utilizado para viabilizar os custos do translado. As doações podem ser feitas através da chave PIX: cpf 01522712011 Nu Bank.

Deixar um comentário