31/03/2021 18h56 - Atualizado em 31/03/2021 18h56

Linhas do transporte Intermunicipal de Camaquã passará por mudanças

A capacidade limite de passageiros varia conforme o risco de contágio por coronavírus
Por: Camila Mattos/Acústica FM - Foto: Valério Weege/Arquivo/Acústica FM
Linhas do transporte Intermunicipal de Camaquã passará por mudanças

As linhas regulares e de fretamento e turismo do transporte intermunicipal do Rio Grande do Sul estão operando com ajustes no limite de passageiros. A capacidade varia conforme o risco de contágio por coronavírus de cada região de embarque ou destino.

O número de ocupantes dos ônibus ou micro-ônibus é definido pela cor da bandeira que identifica os protocolos de distanciamento controlado de cada região, de acordo com o Decreto Estadual nº 55.240 e suas alterações. Assim, a lotação máxima pode chegar a 100 por cento do total de assentos em veículos que saem ou chegam a locais de bandeira amarela e laranja.

"As regras para o sistema regular e especial podem coincidir ou não. Por essa razão, continuaremos investindo em ações de fiscalização nas estradas e estações rodoviárias, agindo conforme estabelece a metodologia das bandeiras e o percentual de cada uma delas”, destaca o diretor de Transportes Rodoviários do Daer, Lauro Hagemann.

Segundo o dirigente, além do controle no número de passageiros, também é averiguado se usuários e tripulantes estão com máscara de proteção. “Ainda, observamos se as medidas de higiene, que já configuravam nos decretos anteriores, estão sendo adotadas”, finaliza Hagemann.

Bandeira 

Modalidades Comum, Semidireto, Direto e Executivo

Bandeira Vermelha

50% dos assentos (janela)

50% (janela)

 Preta

50% dos assentos (janela)

50% (janela)

Quando as atividades de transporte de passageiros tiverem partida, trânsito ou chegada em diferentes regiões, será aplicado o protocolo correspondente à região cuja Bandeira seja mais restritiva.

Deixar um comentário