08/03/2021 08h54 - Atualizado em 08/03/2021 08h56

Famurs passa a integrar ao Movimento Unidos pela Vacina

Iniciativa foi idealizada pelo Grupo Mulheres do Brasil, presidido pela empresária Luiza Trajano
Por: Voltaire Santos / diretor de comunicação da FAMURS - Foto: Divulgação
Famurs passa a integrar ao Movimento Unidos pela Vacina

Com o propósito de acelerar o processo de vacinação de todos os brasileiros contra o coronavírus, a Famurs passa a integrar o Movimento Unidos pela Vacina. A iniciativa foi idealizada pelo Grupo Mulheres do Brasil, presidido pela empresária Luiza Trajano, e reuniu inicialmente empresários do país como Walter Schalka, do grupo Suzano, Paulo Kakinoff, da Gol, José Carlos Brega, da Whirlpool, Eduardo Sirotsky Melzer, da EB Capital, Betânia Tanure, da BTA, entre outros. O foco principal é identificar gargalos no país, nos Estados e em cada um dos municípios do Brasil que possam atrasar a vacinação, como problemas de logística, transporte e armazenamento da vacina, contribuindo com o Programa Nacional de Imunização, liderado pelo governo federal.

Nas últimas semanas, o movimento passou a ganhar muitos apoiadores e, por isso, adotou um modelo de regionalização nos Estados. Com o objetivo prioritário de acelerar o processo de diagnóstico e conexão dos doadores, essa frente se inicia no Rio Grande do Sul contando com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), o Instituto Cultural Floresta (ICF) e a Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert) a participar e já conta com o apoio das voluntários locais do Mulheres do Brasil e de empresários e executivos como Nelson Sirotsky e Claudio Toigo Filho, do Grupo RBS, Mariela Silveira, do Kurotel, e Leonardo Fração, presidente do ICF, que estiveram presentes em reunião na tarde desta sexta-feira (5), que marcou o início oficial das atividades no RS.

Ao desembarcar no Estado, o Unidos pela Vacina, iniciativa apartidária e sem fins comerciais, vai primeiramente mobilizar prefeitos e secretários de Saúde para traçar um diagnóstico de quais são as dificuldades para garantir aplicação imediata tão logo haja imunizante disponível em larga escala. Essa etapa será liderada pela Famurs e pelo Grupo Mulheres do Brasil, a partir de uma pesquisa elaborada pelo movimento e que precisará ser preenchida pelos municípios. Até o momento, o Unidos pela Vacina já levantou dados de 2.042 dos 5.570municípios brasileiros, dos quais apenas 31 fazem parte dos 497 gaúchos. A meta é atingir 100% dos municípios até o final de março. "Vacina é nossa prioridade no momento. A Famurs tem ampla penetração em todos os municípios e vamos contribuir, em conjunto com o Estado, para acelerar de forma significativa o preenchimento da pesquisa", reforçou o presidente da Famurs, Maneco Hassen.

Agora, foi a vez da Famurs se unir ao movimento. Junte-se ao Unidos pela Vacina e ajude-nos a espalhar essa ideia.

Deixar um comentário