26/02/2021 10h14 - Atualizado em 26/02/2021 10h14

Estudo aponta diminuição de massa cinzenta do cérebro devido ao consumo diário de café

Outra descoberta curiosa foi que bebida não afetou a qualidade do sono dos participantes
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Foundry Co / Pixabay
Estudo aponta diminuição de massa cinzenta do cérebro devido ao consumo diário de café

Pesquisadores da Universidade de Basileia, na Suíça, descobriram, através de um estudo, fatos surpreendentes sobre o consumo de café. O artigo foi publicado na revista científica Cerebral Cortex (leia aqui em inglês).

O estudo, realizado com 20 voluntários saudáveis, mostra que o consumo diário de uma xícara de café é capaz de alterar o volume da massa cinzenta do cérebro temporariamente. Outra descoberta curiosa foi que, ao contrário do que a maioria das pessoas acreditam, o consumo da bebida não afetou a qualidade do sono.

A pesquisa teve duração de dez dias. Os participantes consumiram três cápsulas de cafeína de 150 miligramas diariamente, sem outras fontes de café.

No final do período, foi possível observar que os participantes tiveram uma significativa diferença na massa cinzenta do cérebro, particularmente no lobo temporal medial direito, região essencial para a memória. Por outro lado, foi constatado que a massa cinzenta dos voluntários voltou a se regenerar consideravelmente após dez dias sem cafeína.

Os cientistas dizem que é importante a realização de estudos mais aprofundados sobre os impactos da cafeína no cérebro humano.

Deixar um comentário