20/02/2021 09h29 - Atualizado em 20/02/2021 09h29

Saiba como cada deputado gaúcho votou no caso da prisão de Daniel Silveira

Maioria da bancada gaúcha optou pela soltura do parlamentar
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Michel Jesus / Câmara dos Deputados
Saiba como cada deputado gaúcho votou no caso da prisão de Daniel Silveira

A Câmara dos Deputados definiu nesta sexta-feira (19) que o deputado Daniel Silveira (PSL/RJ) deve continuar preso. O parlamentar foi detido na terça-feira (16) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, após fazer, em vídeo, graves ameaças a ministros do STF e apologia ao AI-5, ato mais duro da ditadura militar.

Foram 364 votos favoráveis a manutenção da prisão e 130 votos contrários. Vinte e nove deputados gaúchos votaram, sendo 17 pela soltura de Daniel e 12 para mantê-lo preso. Dois parlamentares do Rio Grande do Sul não votaram.

Votaram pela soltura de Daniel:

Afonso Hamm (PP);

Alceu Moreira (MDB);

Bibo Nunes (PSL);

Daniel Trzeciak (PSDB);

Danrlei (PSD);

Jerônimo Goergen (PP);

Liziane Bayer (PSB);

Lucas Redecker (PSDB);

Marcel van Hattem (Novo);

Marcelo Brum (PSL);

Marcelo Moraes (PTB);

Marlon Santos (PDT);

Maurício Dziedrick (PTB);

Osmar Terra (MDB);

Pedro Westphalen (PP);

Sanderson (PSL);

Santini (PTB).

Votaram pela manutenção da prisão:

Bohn Gass (PT);

Carlos Gomes (Republicanos);

Fernanda Melchionna (PSol);

Giovani Cherini (PL);

Giovani Feltes (MDB);

Heitor Schuch (PSB);

Henrique Fontana (PT);

Márcio Biolchi (MDB);

Marcon (PT);

Maria do Rosário (PT);

Paulo Pimenta (PT);

Pompeo de Mattos (PDT).

Não votaram:

Afonso Motta (PDT)

Nereu Crispim (PSL)

Deixar um comentário