21/01/2021 16h02 - Atualizado em 21/01/2021 16h03

Secretaria Estadual da Saúde notifica primeira morte de criança por síndrome inflamatória rara associada à Covid-19

Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica pode ser desenvolvida em pessoas de 0 a 19 anos, que foram previamente infectadas pelo coronavírus
Por: Camila Mattos/Acústica FM - Foto: Divulgação
Secretaria Estadual da Saúde notifica primeira morte de criança por síndrome inflamatória rara associada à Covid-19

O Rio Grande do Sul, registrou a primeira morte causada pela Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). A Secretária Estadual de Saúde confirmou a informação nesta quinta-feira e informou que o registro trata-se de um menino, de 7 anos, morador da Serra gaúcha. Ele morreu no dia 11 de janeiro.

A causa da morte da criança está associada ao coronavírus.

A síndrome é considerada rara e pode se desenvolver em pessoas de 0 a 19 anos, que contraíram o vírus Covid-19 e que, inclusive, já foram dadas como curadas.

O menino foi internado no início do mês, tendo o diagnóstico confirmado para SIM-P após exames de sangue específicos, além de testar positivo para o coronavírus. Ele estava assintomático, segundo a SES.

Em todo o Brasil, segundo a última atualização por parte do Ministério da Saúde, a síndrome já causou 35 óbitos.

Deixar um comentário