14/01/2021 10h50 - Atualizado em 14/01/2021 10h54

Moradora de Camaquã é surpreendida com aparecimento de uma cobra-coral

Camaquense acredita que serpente vivia em um terreno tomado pelo mato, nos fundos de sua casa
Por: Gil Martins/Acústica FM - Fotos: Ouvinte/Acústica FM
Moradora de Camaquã é surpreendida com aparecimento de uma cobra-coral

Uma ouvinte da Rádio Acústica FM, entrou em contato com a emissora nesta manhã de quinta-feira (14), relatando a situação complicada que vive em sua residência, no bairro Ouro Verde. Um terreno baldio nos fundos de sua casa, está ocasionando na proliferação de diversos animais, alguns deles peçonhentos.

- TOQUE AQUI E RECEBA NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP GRATUITAMENTE

O fato preocupante, foi uma cobra avistada no pátio de sua residência, na Rua Amaury Soares Ribeiro. A moradora e seus vizinhos, acreditam se tratar de um exemplar de cobra-coral.

Ao todo, existem mais de 70 espécies de cobra-coral em todo o mundo. No Brasil, podem ser conhecidas pelos nomes de: cobra-coral-venenosa, coral-venenosa, coral-verdadeira, ibiboboca, ibiboca e ibioca. As cobras-corais não dão "bote" e apresentam hábitos fossoriais, vivendo em sua maior parte escondidas embaixo de troncos e folhagem.

É o caso do ambiente do qual a camaquense reclama. “Nos fundos da minha casa tem uma sujeira horrível. Fora os ratos dentro de casa por conta daquilo. Encontramos até uma cobra.”

Em mensagem enviada para a equipe de jornalismo da Rádio Acústica, ela afirma que possui crianças em casa e que o aparecimento de animais peçonhentos, preocupa, tendo em vista que reside em uma casa de madeira. “Os donos nunca limparam”, relata ela, sobre os proprietários do terreno dos fundos.

Com receio que o animal atacasse as crianças, a cobra foi morta por pessoas que a avistaram.

Deixar um comentário