11/01/2021 16h07 - Atualizado em 11/01/2021 16h07

Revista americana é acusada de clarear tom da pele de vice-presidente eleita

A polêmica surgiu depois que revista publicou em rede social duas fotografias com a democrata
Por: Camila Mattos/Acústica FM - Foto: Twitter Revista Vogue
Revista americana é acusada de clarear tom da pele de vice-presidente eleita

A vice-presidente eleita dos Estados Unidos, Kamala Harris, foi convidada para estampar a capa de fevereiro da revista Vogue americana.

O anúncio, feito no domingo (10), foi acompanhado de críticas nas redes sociais que acusam a publicação de "branquear" a vice de Biden.

Harris, de 56 anos, tomará posse da vice-presidência americana no próximo dia 20 de janeiro como a primeira mulher, negra e filha de imigrantes a ser eleita para o cargo na história do país.

Um jornalista, colaborador do jornal The New York Times, descreveu a imagem de capa como "uma bagunça".

Ele ironizou a publicação e disse que faria um trabalho melhor com seu celular.

Em agosto do ano passado, a revista Vogue dos EUA já havia sido criticada e acusada de branquear a ginasta Simone Biles. Na época, a revista alegou falha na iluminação para justificar o desequilíbrio no balanço de cores do ensaio fotográfico de Biles.

Em defesa ao caso mais recente, fontes da Vogue, disseram aos jornalistas do tabloide americano, que não houve nenhum tipo de edição para modificar o tom da pele da vice-presidente eleita.

Segundo informações, a equipe de Harris esteve presente durante todo o processo fotográfico e teve total controle na escolha das roupas, cabelo e maquiagem usadas no ensaio.

As imagens foram compartilhadas na rede social Twitter da revista americana.

Deixar um comentário