22/12/2020 09h15 - Atualizado em 22/12/2020 09h15

22 de dezembro na história: a prisão de Caetano Veloso e Gilberto Gil

Acompanhe os fatos que marcaram essa data ao longo dos anos
Por: Zap Zap - Foto: Divulgação
22 de dezembro na história: a prisão de Caetano Veloso e Gilberto Gil

1969 - Os cantores Caetano Veloso e Gilberto Gil foram presos no Rio de Janeiro acusados de protestarem publicamente contra a ditadura. A ação ocorreu na boate Sucata, no Rio de Janeiro. Acusados de terem desrespeitado o hino nacional e a bandeira brasileira, eles foram levados para o quartel do Exército de Marechal Deodoro, no Rio, e tiveram suas cabeças raspadas. Por conta da popularidade dos dois artistas, ambos foram aconselhados a deixar o país. De fato, eles decidiram pelo exílio em Londres. No período em que ficaram no Reino Unido, eles conquistaram o público europeu e também viveram uma intensa fase criativa, compondo em inglês. Caetano e Gil retornam ao Brasil somente em 1972.

1988 - O seringueiro Chico Mendes era assassinado no quintal de casa, na cidade de Chapuri, no Acre. Ele lutava pela preservação ambiental. Em sua homenagem foi criado o Instituto Chico Mendes. Seu ativismo lhe trouxe reconhecimento internacional, ao mesmo tempo em que provocou a ira dos grandes fazendeiros locais. Em dezembro de 1990, a justiça brasileira condenou os fazendeiros Darly Alves da Silva e Darcy Alves Ferreira a 19 anos de prisão pelo crime.

2003 — É publicada no Brasil a lei nº 10.826, mais conhecida como Estatuto do Desarmamento. O desarmamento da sociedade ainda é alvo de diversas críticas. Uma delas diz que a lei não contribuiu para a redução da Criminalidade no Brasil. Ele foi sancionado com o objetivo de reduzir a circulação de armas e estabelecer penas rigorosas para crimes como o porte ilegal e o contrabando.

2014 - Morria, aos 70 anos, o cantor britânico Joe Cocker. Ele ficou famoso nos anos 1960 ao fazer um cover de With a Little Help From my Friends, dos Beatles, no Festival de Woodstock. O músico faleceu após uma dura luta contra um câncer de garganta. Sua versão para a música liderou as paradas do Reino Unido e também virou tema de abertura da série Anos Incríveis, exibida nas décadas de 1980 e 1990.

2019 - Morria Bira, baixista do programa de Jô Soares. Ele ficou conhecido por tocar baixo no Sexteto do Jô, banda de jazz que acompanhava os programas de entrevista de Jô Soares. O artista foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Quando o programa de Jô Soares foi para a Rede Globo, no ano 2000, a banda se tornou um sexteto formado. Após o fim do programa do Jô na emissora, em 2016, Bira se dedicou a outros projetos. O músico passou a tocar em um quarteto de jazz e se apresentar como mestre de cerimônias.

Aniversariantes

Gabriel Medina – 26 anos - Gabriel Medina Pinto Ferreira é um surfista profissional brasileiro, conhecido por ser o campeão mundial de surf em 2014, sendo o primeiro brasileiro a vencer a competição. Em 2015, Medina figurou na lista das 100 pessoas mais influentes do ano no mundo segundo a revista Time. Em 2015, começou a namorar sua amiga de infância, a modelo e também surfista Tayna Hanada. O relacionamento chegou ao fim em 2017, após dois anos juntos. Em abril de 2020, assumiu namoro com a modelo Yasmin Brunet, filha da Luíza Brunet.

Alinne Moraes – 37 anos - Aline Cristine Dorelli de Magalhães e Morais é uma atriz brasileira. Ficou conhecida ao interpretar a personagem homossexual Clara, na telenovela Mulheres Apaixonadas e a vilã Sílvia em Duas Caras. Começou a trabalhar como modelo aos 12 anos de idade, tendo viajado para Tóquio, Paris, Milão e Nova York. Seu nome verdadeiro tem apenas um N, mas devido a numerologia foi incluída uma repetição da letra

Luiz Marenco – 55 anos - Luis Rogério Marenco Ferran é um político e cantor brasileiro de música nativista. É deputado estadual do Rio Grande do Sul, sendo 3º secretário da Assembleia Legislativa. Com quase 30 anos de carreira, uma discografia de 25 obras, 23 CDs e 2 DVDs, ele tem hoje um dos espetáculos nativistas mais requisitados do sul do Brasil. 

María Antonieta de las Nieves – 70 anos - É uma atriz, cantora e dubladora mexicana, célebre mundialmente por ter interpretado a personagem La Chilindrina (Chiquinha, no Brasil) no seriado El Chavo del Ocho. Suas dubladoras no Brasil são Sandra Mara Azevedo e Cecília Lemes. Desde o término da produção, María Antonieta de las Nieves se envolveu em mais de um embate legal com o ator Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), criador da série e intérprete do protagonista da produção, envolvendo os direitos da personagem Chiquinha. Ele chegou a processar a atriz em 2002 e 2010 pelo “uso indevido da personagem”.

Deixar um comentário