25/11/2020 13h34 - Atualizado em 25/11/2020 15h03

Idolo argentino Diego Maradona morre aos 60 anos

Atleta teve uma parada cardiorrespiratória nesta quarta-feira (25)
Por: Gil Martins/Acústica FM - Fotos: Divulgação
Idolo argentino Diego Maradona morre aos 60 anos

Morreu nesta quarta-feira (25), o ex-jogador e ídolo do futebol argentino, Diego Armando Maradona Franco (Maradona). A informação foi confirmada no início da tarde, pelos principais veículos de imprensa argentinos.

- RECEBA OUTRAS INFORMAÇÕES NO SEU WHATSAPP CLICANDO AQUI

Amplamente considerado como um dos maiores futebolistas de todos os tempos, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória. Maradona passou por uma cirurgia no cérebro no começo do mês de novembro.

Seu maior momento foi na Copa do Mundo de 1986, que na opinião popular foi ganha inteiramente por El Pibe de Oro, outra de suas muitas alcunhas. Internacionalmente, Maradona também consagrou-se como herói da equipe italiana do Napoli, um clube que, embora tradicional, estava entre os pequenos do país. Com El Diez, o Napoli viveu momentos de glória no final da década de 1980, ganhando seus dois únicos títulos no campeonato italiano e lutando de igual para igual com as maiores equipes do país.

A carreira de Maradona, porém, foi cercada de controvérsias, que não se limitaram aos gramados. As maiores delas foram relacionadas ao seu envolvimento com drogas, um vício que acabou por arruiná-lo nos gramados e que por algum tempo o deformou fisicamente.

Em fevereiro de 2014, Maradona com 53 anos assumiu o namoro e anunciou o noivado com Rocío Oliva de 22 anos. Estiveram de casamento marcado até abril, altura em que Maradona descobriu que tinha sido roubado. Em junho, O ex jogador argentino pediu um mandado de captura internacional contra Rocío Oliva, que desapareceu com muitos dos seus bens.

Rocío Oliva acusou Maradona de violência doméstica, contou que Maradona "bebia sem parar" e revela o motivo do final da relação: "Ele [Maradona] mantém uma relação com um homem, Alejo Clérici. Maradona desmentiu todas as acusações e revelou que não guarda rancor da ex-namorada, chegando até a dizer que ainda está "apaixonado" por Rocío. Ainda assim, Maradona não pediu para que fosse retirado o mandado de detenção da Interpol para Rocío Oliva e continuou a alegar que esta lhe roubou algumas joias da sua casa no Dubai, avaliadas em mais de 310 mil euros. Oliva foi detida, em 17 de julho de 2014, no aeroporto internacional de Ezeiza, Argentina.

Em 3 de novembro de 2020, Maradona precisou passar por uma cirurgia cerebral, para remover um coágulo na região entre o cérebro e a membrana dura-máter.

*Com informações da Wikipedia

Deixar um comentário