12/11/2020 10h16 - Atualizado em 12/11/2020 10h22

Pai que perdeu emprego durante pandemia de coronavírus vende filho recém-nascido por R$ 130 mil

Homem convenceu a esposa, quando ainda estava grávida, a vender a criança
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: bearfotos/Freepik/Foto Ilustrativa
Pai que perdeu emprego durante pandemia de coronavírus vende filho recém-nascido por R$ 130 mil

Um homem, que ficou desempregado durante a pandemia de coronavírus, vendeu seu filho recém-nascido por £ 18.000, o equivalente a aproximadamente R$130 mil. O caso aconteceu na China e foi noticiado pelo site Anhui Net.

Conforme as informações, o homem, desesperado sem emprego, convenceu sua esposa, enquanto estava ainda grávida, a vender o bebê. Quando a criança chegou aos 40 dias de vida, então, o homem negociou com uma mulher desesperada para ter um filho.

O caso foi descoberto quando a mulher (compradora) chamou a atenção da polícia enquanto andava com o bebê em um trem. Os policiais acharam as atitudes da mulher suspeitas e a abordaram.

Quer ficar muito bem informado(a)? Clique aqui!

Inicialmente, ela afirmou que havia adotado a criança, mas após um interrogatório, a mulher admitiu que havia comprado a criança.

Na investigação, a polícia descobriu que os pais biológicos do bebê são trabalhadores migrantes. O casal já tinha dois filhos, de dois e sete anos, quando a mulher teria engravidado inesperadamente e teve que parar de trabalhar.

A polícia disse que o pai da criança não conseguiu encontrar trabalho devido à pandemia de coronavírus e teve dificuldade em pagar a hipoteca e comprar o carro.

O homem pretendia reduzir os gastos e pagar a dívida da família com a venda do filho. O casal e a mulher responsável pela compra se encontram presos por suspeito de tráfico de crianças.

Deixar um comentário