27/10/2020 10h45 - Atualizado em 27/10/2020 10h45

Ministro vistoria obras da ponte do Guaíba e anuncia previsão de liberação

Tarcísio Gomes de Freitas também falou de outros investimentos no Rio Grande do Sul
Por: Maicon Bock/Assembleia Legislativa - Foto: Joel Vargas/Divulgação
Ministro vistoria obras da ponte do Guaíba e anuncia previsão de liberação

Acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, vistoriou, na tarde desta segunda-feira (26), as obras da nova ponte do Guaíba, em Porto Alegre. O ministro afirmou que a expectativa é liberar o tráfego de veículos na travessia em novembro ou dezembro deste ano. Na passagem pela capital, o ministro anunciou ainda a homologação de novo calado do Porto de Rio Grande e visitou o canteiro de obras da extensão da pista do aeroporto Salgado Filho.

- RECEBA OUTRAS INFORMAÇÕES NO SEU WHATAPP CLICANDO AQUI

Na nova ponte, o ministro, autoridades locais e engenheiros da construtora percorreram o canteiro de obras, incluindo o ponto mais alto da travessia, que fica a 40 metros de altura em relação ao nível do Guaíba. A nova ponte é três vezes mais alta do que a antiga para que navios passem pelo trecho sem obstáculos como ocorre atualmente. A partir da liberação do tráfego até o fim do ano, restará inconclusa apenas a alça de acesso às vilas Tio Zeca e Areia, onde ainda precisam ser transferidas 460 famílias. O trabalho de realocação atrasou devido à pandemia pela dificuldade de reuniões e audiências de conciliação.

O ministro Tarcísio ainda vistoriou a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho em 920 metros, totalizando 3,2 quilômetros, com investimento privado de cerca de R$ 1 bilhão, com previsão de conclusão até o final de 2021 pela Fraport. Também foram mencionadas obras nos aeroportos de Caxias do Sul, Santa Rosa, Passo Fundo e Santo Ângelo, e também nas rodovias BR-285 e duplicação das BRs 290 e 116. No trecho entre Porto Alegre e Pelotas, a expectativa é ter mais 28 quilômetros entregues em novembro e todo o trecho concluído até o fim de 2021. Na região metropolitana, estão previstas ainda o alargamento da ponte do Rio dos Sinos e a construção de um novo viaduto no bairro Scharlau, em São Leopoldo.

Ainda na passagem pelo Estado, o ministro homologou o aprofundamento do novo calado do Porto de Rio Grande, que terá manutenção permanente garantida com a tarifa portuária. Além da atualização de obras federais que estão em andamento no Rio Grande do Sul, o ministro confirmou a retirada da poligonal portuária em Porto Alegre, permitindo que o Estado decida sobre o futuro do Cais Mauá.

Também acompanharam a vistoria às obras da ponte o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, e os deputados federais Bibo Nunes (PSL/RS) e Daniel Trzeciak (PSDB/RS).

Deixar um comentário