16/10/2020 14h45 - Atualizado em 16/10/2020 14h45

Brigada Militar de Camaquã recebe reforço de armamento

Quatro novas carabinas chegam para reforçar o trabalho dos policiais
Por: Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP - Foto: Sd Rodrigo Ziebell/PM5
Brigada Militar de Camaquã recebe reforço de armamento

Batalhões da Brigada Militar em todas as regiões do Estado receberam nesta sexta-feira (16) um grande reforço para qualificar a proteção e o trabalho dos policiais militares no combate à criminalidade. O governo do Estado entregou à corporação 799 fuzis carabinas 5.56 e 1.777 coletes balísticos, que serão destinados para unidades em 108 municípios do RS.

- Receba as informações da Acústica no seu WhatsApp clicando aqui

O investimento de R$ 8,3 milhões é parte do recurso possibilitado via emenda da bancada federal gaúcha, num total de R$ 67,3 milhões, com contrapartida de R$ 6,3 milhões do governo estadual. Essa é a oitava ação custeada a partir da emenda, pela qual já foram entregues 394 viaturas, 176 armas, 4.468 coletes e equipamentos de informática e comunicações para a BM e a Polícia Civil, além do cercamento eletrônico com 525 câmeras e 30 salas de monitoramento instaladas em 36 municípios. Outras aquisições com o recurso estão em fase de finalização (confira o detalhamento no fim do texto).

Camaquã está entre as cidades beneficiadas e recebe quatro novas carabinas. O armamento significa um investimento de R$ 33,8 mil.

Em respeito aos protocolos de prevenção contra a Covid-19, a solenidade de entrega foi realizada por webconferência transmitida pelo Youtube a partir do Palácio Piratini, com presença do governador Eduardo Leite, do vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, do líder da bancada federal gaúcha, deputado Giovani Cherini, do comandante-geral da BM, coronel Rodrigo Mohr, e da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann. Na ocasião, também foi anunciado o repasse de R$ 31,6 milhões de emendas parlamentares federais a 101 hospitais gaúchos. O valor deverá ser aplicado exclusivamente no combate à Covid-19.

Deixar um comentário