27/09/2020 21h41 - Atualizado em 27/09/2020 21h41

Brasil registra 14.318 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Número de pacientes que se recuperaram já chega a 86% do total de pessoas infectadas
Por: Agência Brasil - Foto: Divulgação
Brasil registra 14.318 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, foram confirmadas mais 14.318 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no Brasil. Na mais recente atualização dos números da doença no país, divulgada no fim da tarde de hoje (27), o Ministério da Saúde também acrescentou 335 mortes ao total de óbitos em decorrência da covid-19.

- Receba as informações da Acústica no seu WhatsApp clicando aqui.

Só no Brasil, o registro de mortes por coronavírus no Brasil é de 141.741 pessoas. Entre o fim de fevereiro, quando o primeiro caso foi confirmado no país, e as 17h30 de hoje, 4.732.309 pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus.

Situação Epidemiológica da COVID-19 no Brasil em 27/09/2020

O número de pacientes que se recuperaram chega a 4.060.088, o que corresponde a quase 86% do total de pessoas infectadas – 530.480 pacientes continuam em acompanhamento médico.

Autoridades de saúde estaduais ainda investigam se 2.511 mortes suspeitas ocorreram em função da covid-19. Até ontem (26), havia 2.430 em apuração.

- Clique aqui e saiba o que fazer quando tiver suspeita de coronavírus

Segundo o ministério, a taxa de letalidade da doença em relação à população geral é de 3%. Ou seja, em cada 100 pessoas que adoecerem, três têm chances de morrer devido às complicações da covid-19.

Uma série de fatores pode contribuir para que o quadro de saúde de um paciente evolua para um caso grave ou resultar em morte. Idosos e quem tem pressão alta, doenças cardíacas, pulmonares, câncer ou diabetes costumam estar mais suscetíveis, devendo redobrar os cuidados.

As informações são fornecidas ao Ministério da Saúde pelas secretarias dos estados. Em geral, o número de notificações aos sábados e domingos tende a ser menor que ao longo da semana devido à demora no repasse dos dados.

Deixar um comentário