15/09/2020 09h47 - Atualizado em 15/09/2020 09h51

Gang abre três novas lojas com vagas de emprego e vendas em casa

A aquisição do Grupo Lins Ferrão tem 44 lojas próprias, incluindo Camaquã
Por: Valesca Luz / Acústica FM - Foto: Ilustração / Rodrigo Vicente / Arquivo / Acústica FM
Gang abre três novas lojas com vagas de emprego e vendas em casa

A rede de varejo de moda jovem, Gang, irá inaugurar três novas lojas no Rio Grande do Sul até o final do ano. O investimento de R$ 1,55 milhão irá proporcionar vagas de empregos e novidades na forma de venda e comunicação com os clientes nas cidades de São Gabriel, Bagé e Gravataí.

Conforme divulgou a colunista de GZH, Giane Guerra, a expansão foi adiada com a pandemia, mas agora volta com a retomada dos projetos. As informações foram confirmadas pela diretora-geral, Ana Luiza Ferrão Cardoso, em entrevista a Giane.

Focada na comunicação com os jovens e pensando em estratégias durante a pandemia, a equipe desenvolveu um serviço personalizado para experiência de compras sem sair de casa, “Gang na sua casa”. O cliente escolhe a loja que fica melhor para fazer seu atendimento, recebe a #GangNaSuaCasa e escolhe looks preferidos além de efetuar o pagamento sem sair do conforto do lar.

A Gang tem 44 lojas próprias, incluindo Camaquã. Novidades também devem ser implementadas aplicativo próprio e cartão para pagamentos. A empresa está com vagas abertas para gerente, auxiliar de loja, operador e vendedor, envie seu currículo no link "Faça parte da nossa galera".

Quer ficar bem informado? Receba novidades no seu celular. Clique aqui!

Sobre a Gang

#UMA NOVA ERA

Em 2013, mais um importante acontecimento permeia a linha do tempo da Gang. A aquisição da marca pelo Grupo Lins Ferrão. Uma empresa também familiar, de origem gaúcha (detentora das Lojas Pompéia), traz uma nova visão de negócios para a empresa, resultando em um importante passo para a evolução da marca.

Com públicos-alvo complementares, as marcas seguem independentes, mas passam a alinhar em uma única vertente os valores das duas empresas sob o guarda-chuva do Grupo Lins Ferrão. Com isso, a Gang ganha força e espaço no mercado e passa a estar mais conectada ao seu público, cheio de ideias e inquieto por exibir a sua identidade.

Deixar um comentário