14/09/2020 10h27 - Atualizado em 14/09/2020 14h50

Manifestação de profissionais pede retorno de eventos em Camaquã

Vídeo mostra protesto e carreata organizados pelos profissionais nesta segunda-feira
Por: Gil Martins/Acústica FM - Imagens: Valério Weege/Acústica FM
Manifestação de profissionais pede retorno de eventos em Camaquã

Uma carreata na manhã desta segunda-feira (14), chamou a atenção para o setor de eventos, que segue suspenso devido as restrições impostas pela pandemia do coronavírus. Diversos profissionais do setor se reuniram na entrada de Camaquã, de onde partiram rumo as principais ruas da cidade.

- Receba as informações da Acústica no seu WhatsApp clicando aqui

O grupo se reuniu por volta das 09h30 junto da Fortral, usando máscaras de proteção e roupas pretas, eles colocaram cartazes e balões pretos nos veículos, com o intuito de mostrar as dificuldades que estão enfrentando pela suspensão das atividades. Como a maioria depende da realização de eventos como renda principal de suas famílias, acabam enfrentam dificuldades financeiras.

Eles formaram um grande círculo, onde de braços cruzados, pediram atenção para o problema. Aos gritos de “Queremos trabalhar”, o grupo pede a adoção de protocolos específicos, que possam viabilizar o retorno das atividades, de forma segura, tendo em vista que a maioria está há seis meses sem conseguir trabalhar.

Manifestações pelo retorno dos eventos ocorreram também em Porto Alegre

Na capital do estado, diversas pessoas participaram de manifestações neste domingo (13). Os atos ocorreram no Monumento ao Laçador e na Orla Moacyr Scliar.

Assim como em Camaquã, os profissionais da capital sugerem um retorno gradual dos eventos, mantendo protocolos de prevenção da Covid-19. O setor acredita que realizando as adaptações necessárias, é possível o retorno das atividades.

A Associação dos Músicos do Rio Grande do Sul (Assmurs), entregou recentemente ao vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, um documento onde apresenta uma série de sugestões, que podem ser incluídas em um possível protocolo, que viabilize o retorno dos eventos. Neste mesmo documento, os músicos apresentam a sugestão de um evento teste para o dia 19 de setembro, onde será possível a visibilidade das sugestões, na adoção de cuidados específicos para evitar o contágio do novo coronavírus.

A reportagem da ACústica acompanhou a manifestação nesta manhã:

Deixar um comentário