11/09/2020 10h59 - Atualizado em 11/09/2020 10h59

STF define que Bolsonaro preste depoimento presencial sobre suposta interferência na PF

Presidente havia solicitado prestar depoimento por escrito
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Alan Santos / PR
STF define que Bolsonaro preste depoimento presencial sobre suposta interferência na PF

O presidente Jair Bolsonaro terá que depor presencialmente no Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão é do ministro Celso de Mello, após Bolsonaro solicitar prestar depoimento por escrito.

Bolsonaro é investigado por suposta interferência política na Polícia Federal. A decisão foi tomada pelo ministro do STF no dia 18 de agosto, mas foi assinada somente hoje, pois Celso de Mello está afastado por questões médicas.

O ministro pode liberar decisões tomadas antes da licença. Ele deve ficar afastado até o dia 26 de setembro.

Quer se manter muito bem informado? Clique aqui.

Deixar um comentário