20/08/2020 16h44 - Atualizado em 20/08/2020 16h44

"Claro que estava gostando", diz padre sobre menina de 10 anos estuprada pelo tio

Religioso foi flagrado nas redes sociais culpando a vítima pelo caso
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Reprodução / Facebook
"Claro que estava gostando", diz padre sobre menina de 10 anos estuprada pelo tio

Um padre foi flagrado nas redes sociais afirmando que a menina de 10 anos, que foi estuprada e engravidada pelo próprio tio no Espírito Santo, compactuou com o ato. Ramiro José Perotto congrega na cidade de Carlinda, a 774 quilômetros de Cuiabá.

Leia mais: Grupo religioso é investigado por pressionar família da menina de 10 anos estuprada pelo tio

Leia mais: Damares quer apurar vazamento de dados de menina vítima de estupro

O religioso comentou em uma postagem no Facebook que “ela compactuou com tudo e agora é menina inocente”. Ramiro José disse que duvidava que uma criança fosse estuprada durante tanto tempo e não denunciasse.

Em outro comentário, também no Facebook, o padre disse: “você acredita que a menina é inocente? Acredita em Papai Noel também. Seis anos, por quatro anos, e não disse nada. Claro que estava gostando. Por favor, kkkkk gosta de dar, então assuma as consequências”. 

Após a repercussão negativa dos comentários, o padre excluiu seu perfil na rede social. Em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, o religioso pediu perdão pelos comentários e disse que assume a responsabilidade de ter proferido palavras desagradáveis, e justifica que compartilha da defesa da vida, nunca condenar e tirar julgamentos.

A menina pôde realizar o aborto no final de semana, após decisão judicial.

Deixar um comentário