20/08/2020 16h43 - Atualizado em 20/08/2020 16h53

Frio intenso exige cuidado de produtores de tabaco

Possibilidade de geada faz com que produtores reforcem cuidados
Por: JTI - Foto: Divulgação
Frio intenso exige cuidado de produtores de tabaco

Com o avanço de uma frente fria e a possibilidade de geadas, produtores de tabaco do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná precisam reforçar o cuidado nas lavouras. Nesta época do ano, segundo o calendário de safra, os produtores devem estar em processo de preparação do solo e das mudas, sendo que em algumas regiões o transplante do tabaco para a lavoura já começou.

Para aqueles que estão realizando o manejo das mudas, é preciso tomar cuidados extras com sua proteção. “Nossa recomendação é de que os canteiros sejam fechados mais cedo, que se evite o manuseio das bandejas e a realização de repicagem e poda, além de verificar o nível da água que não pode estar baixo para evitar o congelamento. Também orientamos que o transplante das mudas não seja realizado nesta semana”, afirma Felipe Back, supervisor de Agronomia da JTI.

Para os produtores integrados da JTI, as recomendações sobre o que fazer para evitar perdas na lavoura estão sendo repassadas por WhatsApp e por meio das visitas dos técnicos de Agronomia. Para os produtores que já realizaram o transplante das mudas, podem ocorrer danos em função do frio intenso.

Frio intenso exige cuidado de produtores de tabaco

Deixar um comentário