12/08/2020 10h30 - Atualizado em 12/08/2020 10h35

Presidente da Famurs diz estar preocupado e surpreso com proposta de volta das aulas no Estado

"Nós estamos no pico da pandemia", disse Maneco Hassen em entrevista ao programa Bom Dia 97
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Reprodução
Presidente da Famurs diz estar preocupado e surpreso com proposta de volta das aulas no Estado

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) recebeu com preocupação e surpresa a proposta do governo para o retorno às aulas no Estado. Maneco Hassen, prefeito de Taquari e presidente da FAMURS, participou do programa Bom Dia 97 na manhã desta quarta-feira (12).

Maneco disse que a Famurs tem grande dificuldade em aceitar a proposta do governo do Estado, pois acredita que não há a segurança necessária para que os alunos adotem as medidas necessárias de prevenção contra o coronavírus. Ele também lembrou que, por se tratar de ano eleitoral, os municípios não podem mais contratar servidores, o que causará uma defasagem, ou seja, falta de funcionários, já que muitos seguirão afastados por fazer parte do grupo de risco.

“As incertezas são muitas”, complementou Maneco.

A Federação escutará os prefeitos dos municípios sobre este possível retorno das aulas.

“A Famurs inicia hoje uma pesquisa com os 497 gestores públicos, para ouvir suas opiniões sobre estes temas”, disse ele.

Ao ser questionado se há a possibilidade do ano letivo ser perdido, devido a pandemia de coronavírus, o gestor confirmou a possibilidade.

“Esta possibilidade foi aventada ontem durante reunião, por diversos prefeitos que se manifestaram sobre o tema, da possibilidade de voltar as aulas somente no ano que vem, ou se aguardar a vacina, ou aguardar que os números aqui no Estado baixem e a gente tenha esta segurança necessária. Nós estamos no pico da pandemia, os números continuam crescendo, infelizmente”.

Assista a entrevista na íntegra:

Deixar um comentário