10/08/2020 14h25 - Atualizado em 10/08/2020 14h28

Eu sou a Fúria: filme com John Travolta é decepcionante e amador

Longa que está em destaque na Amazon Prime Video tem um enorme caminho para ser considerado ruim
Por: Daniel Larusso - Foto: Reprodução
Eu sou a Fúria: filme com John Travolta é decepcionante e amador

Lançado em 2016, I am Wrath, traduzido para o brasileiro “Eu sou a Fúria”, é protagonizado por John Travolta. O filme narra a história de Stanley (John Travolta) quando ele perde sua esposa em um assassinato. Contrariado com a imobilidade da justiça e das pessoas que abusam do poder, ele decide se tornar um justiceiro e perseguir um bando de policiais corruptos que falharam em capturar o assassino que matou sua esposa.

O longa é dirigido por Chuck Russel (O Máskara e O Escorpião Rei) e tem 1h30 min de duração. Basicamente, o filme tem mais do mesmo que encontramos em Hollywood: uma mistura de vingança e ação. Tem o mesmo objetivo de “Desejo de Matar”, onde, o protagonista procura justiça pela morte de seus entes queridos. Mas ao contrário do filme com Bruce Willis, que passa densidade nas cenas, emoção e empatia com o personagem, em Eu sou a Fúria, só encontramos más atuações, furos no roteiro, cenas de ação sem nenhum realismo e muito, mas muito amadorismo.

Conforme críticas de usuários do portal AdoroCinema, alguns motivos para Travolta ter aceitado ser protagonista do filme:

“1. Em uma mesa de poker, Travolta perdeu uma grana para Chuck Russell (o diretor) e para pagar, aceitou ser o protagonista.

2. John está devendo muito na praça e para sanar dívidas, está dando uma de Nicolas Cage.

3. Chuck e Travolta são amigos e assim, o porquê não?”

Em diversas cenas, personagens morrem de formas misteriosas, com apenas um golpe (?). Disparos de arma de fogo parecem não tirarem sangue das vítimas em alguns momentos. Além disso, já viu alguém desmaiar com um tapa? Apenas uma versão resumida das “belas” cenas de ação.

O filme não sabe apresentar Stanley como alguém que decidiu largar o passado sombrio por uma mulher, isso é meio que jogado ao espectador, aparentemente do nada. O que tentou ser um novo “John Wick”, acabou sendo mais uma fusão de clichês com roteiro fraco, previsível.

Assistir Travolta de peruca foi decepcionante.

Deixar um comentário