11/07/2020 09h11 - Atualizado em 11/07/2020 09h11

Semestre fecha com menos de mil homicídios no Estado

Secretária de segurança pública aponta queda de 8,7% nas ocorrências
Por: Polícia Civil - Fotos: Arquivo / Acústica FM
Semestre fecha com menos de mil homicídios no Estado

Junho trouxe boas novas à segurança pública no Rio Grande do Sul. O mês terminou com uma redução de 21,9% nos crimes de homicídios na comparação com o mesmo período do ano passado. No acumulado dos primeiros seis meses do ano significa também uma queda de 8,7% nessas ocorrências, fazendo o estado fechar o semestre abaixo de mil homicídios. Os números foram divulgados na quinta-feira (09) pela Secretaria da Segurança Pública.

Se em 2020 a primeira metade do ano registrou 901 casos, o mesmo período do ano anterior chegou a 987. A contribuição de junho deste ano ficou por conta da redução de 160 para 125 vítimas – 16 dessas mortes (ou 12,8% do total) foram de presos que tiveram liberdade concedida pelo Judiciário, como medida para prevenção à Covid-19.

Com a Operação Maio Vermelho, deflagrada contra duas organizações criminosas rivais - as quais vinham patrocinando homicídios na Capital -, a Polícia Civil conseguiu frear o aumento de casos de homicídios no início daquele mês. A operação teve apoio da Brigada Militar. Nas semanas seguintes, mais ações da polícia levaram 66 pessoas com envolvimento em assassinatos à prisão. Aliás, Porto Alegre, que integra o grupo dos 25 municípios prioritários para o Programa RS Seguro, foi a cidade com a maior queda absoluta nos homicídios na comparação dos primeiros semestres de 2019 e 2020, com 26 mortes a menos - o número de vítimas caiu de 175 para 149 (-14,9%), o menor total para o período desde 2010.

Outros municípios como Canoas, Pelotas e Gravataı́- terceira, quarta e sexta cidades gaúchas no ranking de habitantes - encerraram o sexto mês do ano sem nenhum registro de assassinato. O trio também integra o grupo alvo das ações do RS Seguro.

Deixar um comentário