26/06/2020 11h02 - Atualizado em 26/06/2020 11h10

Anunciantes promovem boicote em massa ao Facebook

A Verizon, maior anunciante da rede social, cancelou seus anúncios nesta semana
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Freepick
Anunciantes promovem boicote em massa ao Facebook

O Facebook vem sofrendo boicotes de seus anunciantes. O motivo é o conteúdo de ódio postado na rede social e a falta de eficácia da empresa em combater isto.

Nesta quinta-feira a Verizon, maior anunciante da rede social, cancelou seus anúncios, alegando que só retornará quando o Facebook “criar uma solução aceitável” que deixe a empresa à vontade. A empresa de telecomunicações gastou US $ 1,46 milhão em anúncios no Facebook e US $ 406.600 em anúncios no Instagram, entre 22 de maio e 25 de junho, de acordo com estimativas da Pathmatics.

A Verizon faz parte do movimento #StopHateForProfit, lançado na semana passada, que visa combater postagens de ódio na rede social. A Liga Anti-Difamação (ADL), que é uma das organizadoras do boicote, publicou uma carta aberta às empresas que anunciam no Facebook. A carta pede aos anunciantes que pausem a publicidade na rede social para o mês de julho, e traz o link para uma postagem separada que detalha instâncias específicas de anúncios de grandes marcas que aparecem ao lado de discursos de ódio na rede social.

A carta afirma que o “discurso de ódio, incitação e desinformação do Facebook são desiguais. Os serviços prestados às vítimas de assédio são inadequados. A proximidade da veiculação de publicidade a conteúdo odioso é aleatória. E seus relatórios de transparência de auditoria de 'direitos civis' não são úteis para a comunidade de direitos civis”.

As ações do Facebook caíram 1,4% nesta quinta-feira.

Deixar um comentário