16/06/2020 11h14 - Atualizado em 16/06/2020 11h16

O ano em que o Guarany de Camaquã quase subiu para a elite do futebol gaúcho

Com campanha marcante e apoio da torcida, time quase garantiu vaga na Primeira Divisão
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Valério Weege / Acústica FM
O ano em que o Guarany de Camaquã quase subiu para a elite do futebol gaúcho

O Guarany de Camaquã completa 74 anos nesta terça-feira (16). Fundado no ano de 1946, o Bugre quase jogou a primeira divisão do Campeonato Gaúcho de 2013.

No ano de 2012, o clube montou um time extremamente competitivo para a disputa da Divisão de Acesso. Com o apoio de sua torcida, que lotava o Estádio Coronel Silvio Luíz, o Bugre fez uma belíssima campanha na primeira fase, acabando em segundo lugar de seu grupo, com 30 pontos conquistados. O grupo tinha também: Brasil de Pelotas (líder do grupo), Riograndense, São Paulo, Farroupilha, Inter de Santa Maria, Riopardense, Rio Grande, Guarani de Venâncio Aires e 14 de julho.

Na segunda fase da competição, o clube ficou atrás somente do Esportivo, garantindo a vaga para o quadrangular final da competição e uma grande festa em Camaquã, com direito a desfile no caminhão do Corpo de Bombeiros e carreata.

Embalado pela ótima campanha e pela presença maciça da torcida, o Bugre enfrentou Esportivo, Passo Fundo e União Frederiquense no quadrangular final, onde somente dois, dos quatro times, subiriam para a elite do futebol gaúcho.

Após uma derrota em casa para o Esportivo, na penúltima rodada, em jogo que garantiu com antecedência a classificação do clube de Bento Gonçalves, o Guarany foi para a última rodada precisando vencer o União Frederiquense e torcer por um empate ou derrota do Passo Fundo para o Esportivo.

Infelizmente, a classificação se tornou uma missão quase impossível, pois, na semana do jogo, o presidente do Esportivo (já classificado), afirmou publicamente que o Passo Fundo, seu rival no último jogo, merecia ser o outro classificado, pois Guarany de Camaquã e União Frederiquense eram “varzeanos”. E não deu outra: apesar da vitória do Bugre por 2 x 1 contra o União, fora de casa, o Passo Fundo acabou subindo, vencendo o Esportivo, do treinador Luís Carlos Winck, que, após a declaração do presidente do clube, colocou um time misto em campo.

O Guarany jogou a última partida com Geo; Alex Pereira (Douglas Alemão), Fábio Souza, Claiton e Carlinhos; Índio, Júlio César, Júnior, William Silva e Ivan Lima (Dudu Lence); Flaviano (Esquerdinha). Técnico: Fabiano Daitx.

Apesar de não ter conseguido a classificação, o time de 2012 é lembrado até hoje com grande carinho pelos camaquenses.

Deixar um comentário