30/05/2020 19h18 - Atualizado em 30/05/2020 19h19

Após atender ocorrência, policial civil adota cinco filhos de homem assassinado

Profissional ficou comovida pela situação da família
Por: Kevin Oswaldt / Acústica FM Foto: Arquivo Pessoal
Após atender ocorrência, policial civil adota cinco filhos de homem assassinado

A policial civil Flaviana Bezerra, da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Natal/RN, adotou duas crianças e três adolescentes, que conheceu durante o atendimento de uma ocorrência no dia 5 de agosto de 2018. Na ocasião, ela estava a trabalho no caso que envolvia o assassinato do pai das crianças e adolescentes.

O homem foi morto na frente de cinco filhos e um neto. Ao chegar na casa onde residiam, a policial ficou comovida com a história e ao longo do tempo acabou se aproximando da família, que já havia perdido a matriarca, três anos antes.

O pedido pela guarda dos filhos ocorreu em agosto de 2019, sendo confirmado em novembro do mesmo ano. Desde então, Flaviana é responsável pela guarda de cinco filhos adotivos: dois meninos, de 2 e 11 anos; e três meninas, de 8, 13 e 16 anos. A mais velha do grupo de seis está prestes a fazer 18 anos, e decidiu morar sozinha.

Em entrevista concedida ao G1 RN, a policial civil contou como tem sido a experiência de criar cinco filhos: "Você precisa repensar toda uma vida e fazer renúncias. Baladas, distrações, viagens, a gente repensa tudo isso. Mas no fim das contas, isso é mais importante que as crianças? Quando boto na balança fica tão desproporcional. As crianças são muito mais importantes que tudo isso", declarou.

Deixar um comentário