22/05/2020 08h35 - Atualizado em 22/05/2020 08h35

Celso de Mello deve decidir hoje sobre sigilo de vídeo de reunião ministerial

Gravação é peça-chave em inquérito que apura possíveis tentativas de interferências do presidente no trabalho da Polícia Federal
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Marcos Corrêa/PR
Celso de Mello deve decidir hoje sobre sigilo de vídeo de reunião ministerial

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, irá decidir hoje pela divulgação ou não do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. O vídeo é considerado peça-chave em inquérito que apura possíveis tentativas de interferências do presidente da República no trabalho da Polícia Federal. A possibilidade entrou em evidência após denúncias do ex-ministro Sergio Moro, ao sair do governo.

Celso de Mello já afirmou, no início deste mês de maio, “não haver, nos modelos políticos que consagram a democracia, espaço possível reservado ao mistério”. Em um dos trechos já liberados publicamente, através de transcrição feita pela Advocacia-Geral da União (AGU), Bolsonaro diz: “Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro oficialmente e não consegui. isso acabou. Eu não vou esperar f... minha família toda de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha que pertence à estrutura. Vai trocar; se não puder trocar, troca o chefe dele; não pode trocar o chefe, troca o Ministro. E ponto final. Não estamos aqui para brincadeira”.

A Procuradoria-Geral da República se posicionou favorável à divulgação apenas de declarações do presidente Jair Bolsonaro relacionadas ao objeto do inquérito. A defesa de Sergio Moro defende a divulgação do vídeo na íntegra.

A decisão de Celso de Mello deve ser divulgada até as 17h00 de hoje.

Deixar um comentário