21/05/2020 09h10 - Atualizado em 21/05/2020 09h10

Mandados em investigação sobre uso de atestados falsos são cumpridos pelo MP no RS

Operação é executada em escritórios de advocacia e em imóveis de advogados; investigação é sobre soltura de detentos em razão da pandemia
Por: Daniel Larusso
Mandados em investigação sobre uso de atestados falsos são cumpridos pelo MP no RS

Nesta quinta-feira (21), 13 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pelo Ministério Público (MP). As ações estão ocorrendo em escritórios de advocacia e casas de advogados, para apreender computadores e documentos na investigação que apura o uso de atestados médicos falsos para soltura de detentos em virtude da pandemia do novo coronavírus.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) está realizando a operação, com apoio da Brigada Militar. A ação está sendo executada em Porto Alegre, Campo Bom, Gravataí, Charqueadas e Alvorada. Além disso, integrantes da Comissão de Defesa e Assistência dos Advogados da OAB-RS acompanham a operação.

“A operação desta quinta-feira visa a aprofundar as investigações para determinar a participação de outras pessoas na prática delituosa, especialmente a autoria das falsificações ou o modo como foram obtidos os atestados, uma vez que possuem diversas semelhanças, entre elas o nome do médico e a forma de confecção — relata o promotor Roberto Taborda Masiero para GaúchaZH.

Com informações de GaúchaZH

Deixar um comentário