18/05/2020 09h51 - Atualizado em 18/05/2020 10h02

Gerente da CEEE esclarece dúvidas sobre cortes de luz em meio à pandemia

Aurélio Knepper participou do programa Bom Dia 97 nesta segunda-feira (18)
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Reprodução / Acústica FM
Gerente da CEEE esclarece dúvidas sobre cortes de luz em meio à pandemia

Aurélio Knepper, gerente da CEEE Camaquã, participou do programa Bom Dia 97 na manhã desta segunda-feira (18). Ele falou sobre corte de energia elétrica em meio à pandemia e outras pautas.

Knepper reafirmou que clientes residenciais não podem ter a energia elétrica cortada devido a inadimplência, conforme decisão do governo do Estado válida por três meses. Porém o mesmo não vale para indústrias e serviços que não são considerados essenciais.

“Os clientes residenciais não podem ser cortados, tanto rural, quanto urbano. Os clientes que não são residenciais ou não são serviços essenciais, as distribuidoras devem seguir realizando o corte.”

Fumicultores não estão isentos a suspensão dos serviços por inadimplência.

“Em especial na nossa zona rural, muitos clientes estão classificados como fumicultores, produtores de tabaco, e como eles não estão enquadrados como serviço essencial, então estes clientes não estão imunes ao corte”.

Knepper também esclareceu dúvidas sobre clientes considerados baixa renda.

“O governo está efetuando o pagamento integral de faturas com até 220kWh. Então está vindo para o cliente somente a taxa de iluminação pública e mais alguma coisa que o cliente poderia ter anteriormente, com algum parcelamento. Então o valor relativo até 220kWh está sendo subsidiado pelo governo federal durante três meses.”

Assista a entrevista:

Deixar um comentário