14/05/2020 17h09 - Atualizado em 14/05/2020 17h57

Em 2° inquérito, PF conclui que Adélio Bispo agiu sozinho em ataque contra Bolsonaro

Relatório mostra que atentado contra presidente durante eleições de 2018 não teve mandante
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Divulgação
Em 2° inquérito, PF conclui que Adélio Bispo agiu sozinho em ataque contra Bolsonaro

O resultado de um segundo inquérito da Polícia Federal (PF) concluiu que Adélio Bispo agiu sozinho, ou seja, sem mandante, na tentativa de homicídio contra o presidente Jair Bolsonaro, durante as eleições de 2018. O caso voltou a tona no final do mês de abril, logo após a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O inquérito foi baseado em quebras de sigilo bancário, fiscal, de telefone, depoimentos e buscas e apreensões de documentos e diligências realizadas. O documento tem 300 páginas e foi encaminhado para a Justiça Federal.

O Palácio do Planalto não quis comentar sobre o caso.

Deixar um comentário