27/03/2020 11h00 - Atualizado em 27/03/2020 12h36

Mortes de jovens saudáveis por coronavírus acendem alerta no mundo

Chloe Middleton, 21 anos e Emanuele Renzi, 35 anos, não faziam parte do chamado grupo de risco
Por: Lennon Haas / Acústica FM - Foto: Montagem / Acústica FM
Mortes de jovens saudáveis por coronavírus acendem alerta no mundo

Emanuele Renzi é uma das mais de oito mil vítimas do coronavírus na Itália. O homem de 35 anos era jovem e saudável, sem nenhuma doença crônica ou outro problema de saúde.

A morte de Renzi contraria afirmações de que somente pessoas idosas ou com problemas crônicos de saúde morrem devido ao COVID-19. Conforme a autópsia, publicada na quinta-feira (26) pelo jornal italiano "La Repubblica", o homem morreu após inflamações causadas pelo coronavírus se agravarem.

Emanuele foi internado em estado gravíssimo, após seis dias com febre severa. O virologista Massimo Andreoni definiu, ao jornal italiano, como inexplicável a morte do homem.

A morte de Renzi ocorre na mesma semana da morte de Chloe Middleton devido ao coronavírus no Reino Unido. A jovem tinha 21 anos e também era saudável, sem nenhum problema crônico de saúde.

A mãe de Chloe, Diane Middleton, desabafou em rede social:

"Por favor, pense novamente. Falando de uma experiência pessoal, esse vírus tirou a vida da minha filha de 21 anos.", disse a mãe.

Deixar um comentário

Publicidade