25/03/2020 11h42 - Atualizado em 25/03/2020 11h42

Não caia no golpe dos nudes em Camaquã

Polícia Civil de Camaquã divulgou como funciona o crime e também como evitar o golpe
Por: Polícia Civil - Foto: Arquivo / Acústica FM
Não caia no golpe dos nudes em Camaquã

A Polícia Civil esclarece que trocar (enviar ou receber) fotografias íntimas pela internet pode ser muito perigoso. Atualmente, há inúmeros registros de ocorrências policiais dando conta que homens estão sendo vítimas de extorsão por parte de golpistas. Documento que passa orientações foi divulgado na manhã desta quarta-feira (25) pela delegada Vivian Sander Duarte.

Entenda como funciona o golpe

1. O perfil de uma mulher jovem (PERFIL FALSO) faz o convite de amizade na rede social Facebook.

2. Após o homem (vítima) aceitar o convite, ambos começam a trocar mensagens privadas.

3. Com o andamento da conversa, que ocorre tanto pelo Messenger como pelo aplicativo WhatsApp, ambos trocam fotografias íntimas, ou seja “os nudes”.

4. Pouco depois das fotografias enviadas, o PERFIL FALSO afirma que trata-se de uma adolescente, que tem cerca de 15 anos.

5. Nesse momento, a vítima recebe o contato de outro número, o qual se diz pai da adolescente e, geralmente, afirma ser um Policial Civil. Na conversa, o criminoso promete denunciar o homem (vítima) para as autoridades, a não ser que pague pelo silêncio.

6. A partir daí, começa a EXTORSÃO. A vítima que, muitas vezes, teme ser presa ou até mesmo a exposição, acaba fazendo os depósitos das quantias em dinheiro solicitadas.

Confira dicas para não cair no golpe

• Evite adicionar e conversar com perfis desconhecidos;

• Evite conversar com prefixos telefônicos desconhecidos;

• Não troque fotografias, que possam ter conotação íntima, através do WhatsApp ou Messenger;

• Jamais faça depósitos, transferências ou pagamentos para desconhecidos;

• Se for vítima de algum golpe, procure a polícia e registre ocorrência.

Deixar um comentário