10/03/2020 10h34 - Atualizado em 10/03/2020 10h46

Reunião na Arena define segurança para o Gre-Nal da Libertadores

Efetivo total da BM será de aproximadamente 450 policiais no dia do jogo
Reunião na Arena define segurança para o Gre-Nal da Libertadores

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (9), na Arena do Grêmio, instituições como Ministério Público, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal, Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC), representantes do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense e do Sport Club Internacional e do sistema de transporte definiram o esquema de segurança do primeiro Gre-Nal válido pela Copa Libertadores da América, partida marcada para a próxima quinta-feira (12). O efetivo total da BM será de aproximadamente 450 policiais no dia do jogo. 

O promotor de Justiça Leonardo Guarise Barrios, da Promotoria Especializada do Torcedor, salientou a cooperação entre as instituições para garantir a segurança de todos que irão ao jogo na próxima quinta-feira. “O MP está preparado para dar encaminhamento rápido aos fatos corriqueiros que chegam ao Juizado Especial do Torcedor e nossa orientação é para que os torcedores eventuais, que não costumam frequentar o estádio, evitem se envolver em confusões, sob a pena de não assistirem à partida”, afirmou. 

Barrios citou surfe em ônibus, desacato, posse de entorpecentes e de rojões como situações usuais e que podem levar à detenção. Ainda, orientou que quem tiver algum problema procure a BM ou o MP, no Juizado do Torcedor. “A BM tem sido uma parceira muito forte, no sentido de relatar os acontecimentos inclusive após as partidas e identificar autores dos fatos que não chegam ao Juizado para que possamos fazer as provas nos processos”, destacou. O promotor também ressaltou a colaboração dos clubes em fornecer com celeridade, inclusive na hora do fato, as imagens das 300 câmeras de segurança de alta resolução para identificação das pessoas envolvidas em delitos. 

Orientações da BM 

O tenente-coronel André Feliú, comandante do 11º BPM, destacou a preocupação com a segurança de todas as pessoas que forem à Arena, na quinta-feira. “É importante que as pessoas se antecipem em ir para o estádio, de maneira a não pegarem fluxo de trânsito, e que planejem onde irão estacionar o veículo”, disse. Feliú orientou também que a BM ou a Guarda Municipal seja comunicada em caso de importunação por flanelinhas, cuja atividade está proibida na Capital. 

Comandante do 1º Batalhão de Choque, o tenente-coronel Cláudio Feoli orientou às pessoas que pouco frequentam a Arena que façam um estudo de como chegar, com antecedência. Também pediu que a torcida visitante tenha paciência porque sua saída do estádio só será permitida depois da torcida mandante, quando a BM considerar condições de segurança. “De resto, são regras de civilidade em geral que, por vezes, não se observa nesse tipo de clássico”, sublinhou. O Batalhão de Choque vai contar com um efetivo de 300 policiais dentro do estádio.

Reunião na Arena define segurança para o Gre-Nal da Libertadores
Reunião na Arena define segurança para o Gre-Nal da Libertadores
Reunião na Arena define segurança para o Gre-Nal da Libertadores

Deixar um comentário