24/02/2020 14h13 - Atualizado em 25/02/2020 08h39

“Eu quero ver esse monstro na cadeia”, afirma mãe da modelo camaquense morta no México

Maria Luiza Vargas lamentou os 23 dias de “luta e tortura” e cobrou justiça em entrevista
Por: Valesca Luz / Acústica FM - Foto: Valesca Luz / Acústica FM
“Eu quero ver esse monstro na cadeia”, afirma mãe da modelo camaquense morta no México

O corpo da camaquense Vanessa Vargas Ribeiro, 33 anos, está sendo velado nesta segunda-feira (24). A reportagem da emissora conversou com a mãe da vítima, Maria Luiza Vargas, que mesmo abalada com a situação cobrou justiça sobre o caso.

Segundo a mãe da modelo, ter a possibilidade de velar a filha é uma “vitória”, mas espera que seja feita justiça: “23 dias de luta e tortura, agora eu quero justiça. Esse monstro matou ela”, afirma. A mãe que contou ter dificuldades financeiras relembrou a personalidade da filha: “chamo ela de minha mãe, desde os 18 anos ela me sustentava”, destaca.

O avião com o corpo da modelo deixou o México nesse domingo (23), chegando ao Rio Grande do Sul no início da manhã de hoje. A morte de Vanessa está sendo tratada como feminicídio. O principal suspeito do crime é o namorado da modelo, o empresário Eugenio Kuri, que segue foragido.

Os atos fúnebres estão sendo realizados na sala n° 1 da Funerária Jardim. O sepultamento será realizado as 17h, no cemitério Bom Pastor.

Confira:

Relembre o caso:

Deixar um comentário