21/01/2020 10h35 - Atualizado em 21/01/2020 10h40

Representante do CRVA explica obrigatoriedade das placas Padrão Mercosul

Emplacamento obrigatório passa a valer a partir do dia 31 de janeiro
Por: Valesca Luz / Acústica FM - Foto: Valesca Luz / Arquivo / Acústica FM
Representante do CRVA explica obrigatoriedade das placas Padrão Mercosul

A partir do dia 31 de janeiro os veículos de todos os estados do país terão que usar obrigatoriamente a nova placa do Mercosul. Na manhã desta terça-feira (21) o representante do CRVA de Camaquã, Tales Rocha explicou como a implantação deve funcionar em entrevista na emissora.

De acordo com Rocha, somente quem precisa obter as placas são compradores de veículos novos, quem transferir seu veículo de município, quem comprar veículo usado, quem mudar seu veículo de categoria (de passeio para aluguel, por exemplo), e ainda outros casos que exigem substituição, como perda, furto ou avaria: “Os estados já adequados não possuem alteração no sistema”, afirma.

A nova placa Padrão Mercosul facilita o trabalho de identificação de veículos nas rodovias em situações como chuva intensa e no período da noite, em momentos de fiscalizações. Desde a decisão pela adoção da placa do Mercosul, a implantação do registro foi adiada seis vezes.

Conforme Rocha, atualmente as placas são compostas por três letras e quatros números, o que difere são as cores de carros especiais, como táxis, os de aprendizagem e ainda os de cor azul de outros países. Por meio do QR Code será possível identificar as principais informações dos carros, mas apenas órgãos de transito autorizados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) podem ter acesso.

Confira a entrevista na íntegra:

Deixar um comentário