28/11/2019 09h07 - Atualizado em 28/11/2019 09h08

Obra que retrata interior de Camaquã é doada para hospital de Porto Alegre

Pintura é de artista camaquense que morreu em 2018, vítima de acidente de carro
Por: Kevin Oswaldt / Acústica FM Fotos: Ascom HCPA
Obra que retrata interior de Camaquã é doada para hospital de Porto Alegre

Uma obra que retrata o interior de Camaquã, através de uma pintura em óleo sobre tela, será exposta nos novos prédios do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A obra “Grande Panorama de uma Contemplação Curiosa da Paisagem”, de 200x420 centímetros, foi criada pela artista plástica Thiana Sehn Kawski e doada por sua família à instituição, na segunda-feira (25).

A camaquense morreu aos 33 anos em um acidente de carro, ocorrido em 4 de novembro de 2018. O veículo que ela conduzia colidiu contra uma carreta. Os órgãos de Thiana foram doados para levar esperança de vida a quem esperava por um transplante. A doação atendeu um desejo de Thiana, expresso ainda em vida.

“É triste enfrentar a situação que passamos, mas a doação é também uma sustentação. Mesmo sem saber, a qualquer momento posso estar falando com alguém que recebeu seus órgãos e que está fazendo coisas boas”, reflete Paulo Kawski, pai da artista, em entrevista à assessoria do HCPA.

De acordo com o hospital, a ideia da doação da pintura ao HCPA partiu do irmão Tobias Sehn Kawski, que trabalha na instituição, após receber um e-mail sobre a expansão que relatava as necessidades para obtenção do Habite-se. Paulo, que é paciente no Clínicas, explica que a família viu também uma oportunidade de dar continuidade a obra de Thiana: “Queriamos um lugar para mostrar a pintura, onde pudesse ser vista e cuidada. Essa doação é um complemento da vida dela”.

A pintora sempre teve uma percepção apurada e diferenciada. Encontrava formas e beleza onde a maioria só via coisas comuns. “Até hoje olho pela janela e tento perceber o que a Thiana via ao olhar cada paisagem”, lembra mãe, Iolanda Sehn Kawski, ao carinhosamente segurar um dos seis quadros que compõe a obra.

Os quadros foram recebidos pela assessora da Diretoria Executiva Elisa Kopplin Ferraretto e integram o projeto Arte para Humanização do Ambiente Hospitalar. Para outras informações sobre a iniciativa e doações, o contato pode ser feito pelo e-mail [email protected]

Thiana Sehn Kawski

Nascida em 1985, mudou-se para Pelotas em 2003, onde estudou Técnico em Programação Visual no CEFET-RS (atual IFSul). Em 2008 mudou-se para a capital gaúcha, Porto Alegre, amplia suas intenções na carreira artística. Neste mesmo ano dá início ao curso de Xilogravura, no Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre com o gravador, pintor e desenhista Wilson Cavalcanti (Cava). No mesmo local, também estuda cerâmica com o ceramista Claudio Ely.

Em janeiro de 2014, faz uma pausa com a faculdade e muda-se para a cidade de São Paulo, onde dedica boa parte do tempo às artes visuais, investindo em pintura, desenho e reaproveitamento de materiais e tem como espaço de criação o Ateliê em Rede, espaço colaborativo de artistas, situado na Vila Madalena.

Em agosto recebe convite para fazer parte do Projeto Lampioa de Bruno H Castro e João Zambom onde participa com 5 desenhos. Em seguida, recebe convite para fazer a cenografia da exposição de Lampioa ocorrida de 11 a 30 de novembro de 2014, na Galeria Olido, em São Paulo.

Em abril de 2015 realiza exposição e montagem de exposição juntamente com Lampioa, no Centro Cultural da Penha, em São Paulo, onde expõe os originais e outra obras, na exposição O Corpo.

Em março de 2016 retorna temporariamente ao Rio Grande do Sul a fim de concluir a graduação em Artes Visuais na UFRGS. Para tal, desenvolve pesquisa “A pintura na paisagem e a paisagem na pintura” com foco paisagem rural, e defende banca em dezembro do mesmo ano.

Em 2017, de volta a São Paulo, participa, como aluna especial, do mestrado em Artes Visuais da ECA-USP, cursando a disciplina “Espelho Fragmentado” ministrada pelo professor e artista Geraldo Dias e se prepara para dar continuidade à pesquisa pictórica de paisagem ao ar livre.

* Com informações e entrevistas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Obra que retrata interior de Camaquã é doada para hospital de Porto Alegre

Deixar um comentário