18/11/2019 23h52 - Atualizado em 19/11/2019 08h23

Plenário lotado acompanha discussão sobre projeto que regulamenta transporte por aplicativos

Taxistas e motoristas de aplicativos estiveram presentes na sessão da Câmara de Vereadores de Camaquã
Por: Gil Martins - Fotos: Divulgação
Plenário lotado acompanha discussão sobre projeto que regulamenta transporte por aplicativos

A noite desta segunda-feira (18) foi marcada por mais uma Sessão da Câmara de Vereadores de Camaquã. Entre os assuntos discutidos esteve o polêmico projeto do Poder Executivo, que trata da regulação do transporte por aplicativos no município.

O espaço ficou lotado com a presença de motoristas de táxi e de aplicativos de transporte de passageiros. O objetivo foi de acompanhar de perto a manifestação dos parlamentares sobre o tema.

Por aproximadamente um ano, a população aguarda por uma definição sobre o assunto. A demora no trâmite se deve as consultas, análises e alterações no texto, que apresentava vários pontos que restringiam o serviço no município, conforme apontou matéria da emissora à época, o que pode ser considerado inconstitucional.

Durante entrevista ao programa Redação Acústica desta segunda-feira, o Vereador Claiton Silva (PDT), se manifestou sobre os trâmites realizados pela Comissão de Constituição e Justiça, da qual ele foi o relator. "Encontramos diversas cláusulas de barreira, que imviabilizavam o serviço de transporte por aplicativos", disse Claiton, referindo a pontos levantados pela comissão, durante os trabalhos.

A expectativa é de que o projeto discutido nesta segunda, esteja apto para votação, na próxima sessão da câmara.

Deixar um comentário